Padre Amaro Gonçalo explica as dinâmicas da semana maior dos cristãos

 

Lisboa, 11 Abr 2022 (Ecclesia) – O pároco de Nossa Senhora da Hora (Matosinhos – Porto) considera que o Tríduo Pascal na Semana Santa “está para o ano litúrgico como o domingo está para a semana”.

“Talvez ainda não tenhamos descoberto toda a riqueza que este tríduo nos oferece”, disse à Agência ECCLESIA o padre Amaro Gonçalo.

Na Semana Santa, o Domingo de Ramos é o “pórtico de entrada”, mas “o coração da semana é tríduo pascal”, realça o sacerdote.

Este ano, na Quinta-Feira Santa, há a proposta de um “novo missal”, a entrada em vigor da 3ª edição, que traz algumas “alterações e enriquecimento”, sublinha o pároco de Nossa Senhora da Hora.

Na manhã desse dia, os presbíteros “são convidados” a concelebrar com o bispo e durante a celebração o pastor procede “à bênção dos óleos” e é o momento dos padres “renovarem as promessas sacerdotais”, acentuou o padre Amaro Gonçalo numa entrevista ao Programa ECCLESIA emitida esta segunda-feira na RTP2.

Nesta entrevista, o sacerdote da Diocese do Porto explica as dinâmicas da Semana Santa e de forma mais pormenorizada o Tríduo Pascal.

HM/LFS/PR

 

Partilhar:
Share