Depois de uma vida de depressão e consumos foi na Cáritas diocesana de Beja que Paulo Azevedo encontrou uma “tábua de salvação”. Recuperou-se, foi ganhando autonomia, tirou a carta de condução e atualmente tem um trabalho estável, o que o faz feliz.

É a história de vida que pode conhecer neste programa Ecclesia no âmbito desta semana nacional Cáritas.

Partilhar:
Share