Projeto «Integrar+» quer quebrar ciclos de pobreza

Lisboa, 07 jul 2022 (Ecclesia) – O Projeto ‘Integrar+’, que pretende “reduzir os problemas de exclusão socioprofissional” em Abrã (Santarém), desenvolvido pelo Centro Social Paroquial de Santa Margarida de Abrã, venceu a 10.ª Edição do Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto.

“O projeto ambiciona quebrar os ciclos de pobreza que se repetem de geração em geração, com a criação de uma lavandaria social para promover a integração de famílias carenciadas, em situação de desemprego, no mercado de trabalho”, explica a organização do Prémio MDS, em comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

‘Integrar+’ está a ser desenvolvido pelo Centro Social Paroquial de Santa Margarida de Abrã, numa região onde “não existe uma lavandaria”.

A criação deste negócio comercial quer ser o “meio de demonstração, a toda a comunidade, das capacidades de empregabilidade destas pessoas mais carenciadas”, reforçando a autonomia, autoestima e responsabilidade das famílias apoiadas pelo projeto.

O projeto visa “capacitar 30 famílias de contextos socioeconómicos desfavorecidos”, com competências de empregabilidade e autonomia, com o propósito de minimizar o problema da exclusão socioprofissional, “integrando, pelo menos, 50% no mercado de trabalho no primeiro ano”.

O comunicado contextualiza que a freguesia de Abrã está situada numa zona rural do interior do Concelho de Santarém, “pautada pelo isolamento social, envelhecimento e exclusão social”.

O Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto em Responsabilidade Social atribui anualmente ao “grande vencedor” o valor de 10 mil euros; este montante vai permitir ao Centro Social Paroquial de Santa Margarida de Abrã “a aquisição das máquinas e mobiliário” para equipar a Lavandaria Social e dar início ao ‘Integrar+’.

A população mais carenciada e a comunidade sénior vão ter ainda acesso a “serviços a preços reduzidos”, a participação das famílias na lavandaria “é reconvertida, automaticamente, em créditos” que são trocados por roupa, nas lojas sociais da instituição, ou alimentos na mercearia social.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, presidiu à cerimónia pública de atribuição da 10ª Edição do Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto, esta quarta-feira, no Centro Cultural de Belém.

Instituído em 2012, este prémio em responsabilidade social também atribui “menções honrosas”, quatro este ano; em Lisboa, o ‘Direito ao Esquecimento’, da Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, e ‘Aprender a crescer’, da Associação Mais Proximidade Melhor Vida; à ‘Unidade de Alzheimer – Dragoeiro’, do Centro Social e Paroquial de São Bento da Ribeira Brava, na Madeira; e ‘Arte Redonda – espaço de descoberta das Artes Visuais’, da Escola Dramática e Musical de Milheirós Maia, no Porto.

CB/OC

Partilhar:
Share