Cardeal Parolin diz que decisão está do lado de Moscovo

Cidade do Vaticano, 05 mai 2022 (Ecclesia) – O secretário de Estado do Vaticano reafirmou esta quarta-feira a disponibilidade do Papa para se encontrar com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, a respeito da guerra na Ucrânia.

“Chegados a este ponto, não há outros passos a dar: ofereceu-se a possibilidade por parte do Santo Padre de ir a Moscovo, de se encontrar pessoalmente com o presidente Putin. Esperamos que eles saibam o que pretendem fazer. Mais do que isto, não nos parece que da parte do Santo Padre possam ser dados outros passos”, disse o cardeal Pietro Parolin, em declarações citadas pelo portal ‘Vatican News’.

A intervenção surge depois de o Papa se ter mostrado disponível para um encontro com Putin, numa entrevista ao ‘Corriere de la Sera’, publicada esta terça-feira.

“Sinto que não de preciso ir [a Kiev]. Primeiro tenho de ir a Moscovo, primeiro tenho de encontrar-me com Putin”, disse Francisco.

Em resposta, o Governo de Moscovo declarou que não haverá, de momento, um encontro entre o Papa e o presidente russo.

A informação foi avançada na quarta-feira pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, alegando que Moscovo e o Vaticano “não alcançaram um acordo” para a audiência.

OC

Rússia/Ucrânia: Papa mostra-se disponível para encontro com Putin em Moscovo

Partilhar:
Share