Conferências Episcopais da Inglaterra, Gales e Escócia falam em «imperativo moral e humanitário»

Lisboa, 13 jan 2021 (Ecclesia) – As Conferências Episcopais da Inglaterra, Gales e Escócia apelaram ao governo do Reino Unido para que desmantele o seu arsenal nuclear, considerando que este é um “imperativo moral e humanitário”.

Os bispos católicos esperam que “os recursos gastos na produção, manutenção e atualização dessas armas de destruição em massa” sejam “reinvestidos para aliviar o sofrimento dos membros mais pobres e vulneráveis da sociedade, para o bem comum de todos os povos”.

A declaração comum dos episcopados defende ainda a adesão ao Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares, que entrará em vigor a 22 de janeiro de 2021.

Segundo os responsáveis católicos, este tratado é “um marco histórico no caminho do desarmamento nuclear” e “uma oportunidade para voltar a focar-se numa autêntica construção da paz radicada no diálogo, na justiça, no respeito pela dignidade humana e no cuidado com nosso planeta”.

OC

Partilhar:
Share