É fundamental não esquecermos que o coração humano, o nosso próprio coração, é frágil e vulnerável. Quando nos sentimos amados como uma pessoa única, sustentados por uma rede de afeto e acompanhamento, quando nos sentimos a realizar um trabalho que nos interessa, nos envolve e apaixona, mesmo com todas as dificuldades reagimos com vigor, há uma alegria que não nos deixa, pois temos a certeza de existir.

Partilhar:
Share