Lisboa, 16 mai 2019 (Ecclesia) – A apresentadora de televisão Fátima Lopes afirmou esta quarta-feira, em Lisboa, no lançamento do seu livro «Fátima – O meu caminho a minha fé», que peregrinar é uma “lição de vida”.

Para a autora, o livro pode dar uma “oportunidade de reflexão sobre a vida” e está escrito de “forma simples, direta e sem grandes pretensões”, disse à Agência ECCLESIA Fátima Lopes.

A vida é uma “peregrinação constante” e as pessoas “têm de perceber” que “os obstáculos da vida fazem parte do caminho”, sublinhou a apresentadora de televisão que recentemente fez duas peregrinações a pé ao Santuário de Fátima.

“A vida não é sempre branca nem sempre preta”, alertou Fátima Lopes.

A experiência de peregrina é recordada como “fácil” de ser colocada em palavras e na escrita, porque os leitores “percebem” que o discurso é a “Fátima Lopes na sua essência”.

Na apresentação da obra «Fátima – O meu caminho a minha fé» (Manuscrito Editora), a autora reconhece que abriu “o coração e passou para o papel a sua experiência”.

Ao recordar o seu percurso de fé, Fátima Lopes disse que uma avó assistiu a uma das aparições da Cova da Iria e teve um tio que foi padre.

A autora do livro, apresentado por Fernando Santos (treinador da seleção portuguesa de futebol), referiu que “renova a fé ano após ano” e realça que aqueles que têm a “fé adormecida” são pessoas a quem a vida não levou a pensar e ainda não tiveram oportunidade de descobrir essa riqueza.

Nas duas peregrinações de Fátima Lopes ao Santuário de Fátima, a autora foi acompanhada pelo seu diretor espiritual, padre João Luis Silva, segundo o qual este livro nasce da experiência “feita com o sagrado e na devoção particular a Nossa Senhora de Fátima”.

Para a autora do livro, “Nossa Senhora é um colo gigante”, frisou o padre João Luis Silva, pároco em Campo Maior.

LFS

Partilhar:
Share