Revista internacional propõe reflexão sobre «significado, alcance e atualidade» dos acontecimentos de 1917

Lisboa, 22 nov 2017 (Ecclesia) – A Revista Internacional Católica ‘Communio’ dedica o seu mais recente número ao Centenário das Aparições em Fátima, para refletir sobre o seu “significado, alcance e atualidade”.

Na revista enviada à Agência ECCLESIA, os responsáveis pela publicação internacional começam por explicar que esta “não podia deixar de se associar à celebração” e reflexão dos 100 anos das aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria.

O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, escreve um artigo sobre atualidade e mensagem em ‘Fátima hoje’ onde enumera características que interpelam a Igreja e o mundo.

O cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente assina o estudo de Teologia Histórica sobre ‘Fátima no contexto do catolicismo contemporâneo’.

O número tem também dois artigos do então diretor da revista, padre Henrique de Noronha Galvão, que faleceu no passado dia 24 de outubro: ‘Para uma teologia de Fátima. Cem anos depois’ analisa as “grandes linhas do apelo à fé”; ‘O Rosário Revisitado’ propõe uma “nova maneira de distribuir e meditar os mistérios de Jesus Cristo.

Já D. Carlos Azevedo, delegado do Conselho Pontifício da Cultura (Santa Sé), escreve sobre o contexto histórico, nacional e internacional em ‘as condições históricas das visões de Fátima e a afirmação da religiosidade popular (1917-1942)’.

‘Os media geradores de santuários. Amplificação de Fátima pela comunicação social?’ é o artigo do sacerdote e jornalista António Rego, enquanto o jornalista Paulo Rocha, diretor da Agência ECCLESIA, apresenta o santuário da Cova da Iria como ‘um lugar para quem tem saudades de Deus’.

Em ‘Depoimentos’ são apresentados quatro textos que são testemunhos a partir de diferentes experiências: o servita Francisco Noronha de Andrade; a professora universitária jubilada Maria Manuela de Carvalho; o economista José Miguel Moser e a encenadora Matilde Trocato testemunha.

A Revista Internacional Católica ‘Communio’, na seção final ‘Perspectivas’, publica um artigo do padre e teólogo Réal Tremblay que apresenta natividade de Jesus através da música sacra de Sebastian Bach, mais concretamente a “Cantata BWV40” que “foi escrita para o segundo dia depois do Natal”.

No contexto do centenário das aparições, que o Santuário de Fátima vai promover este domingo, dia 26 de novembro, a jornada de encerramento do Ano Jubilar, entre as 10h00 e as 17h30.

CB/OC

Partilhar:
Share