Marcelo Rebelo de Sousa apresenta condolências, após falecimento do bispo emérito de Viana

Foto: Agência ECCLESIA/LFS

Lisboa, 14 out 2020 (Ecclesia) – O presidente da República Portuguesa lamentou hoje a morte de D. José Pedreira, bispo emérito de Viana do Castelo, evocando o seu “exemplo de serviço aos outros”.

Numa mensagem publicada pela Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa apresenta “sentidos pêsames” à família do falecido bispo e as suas condolências à comunidade de fiéis de Viana do Castelo.

O chefe de Estado fala num bispo “esclarecido e empenhado, que em todos deixa uma mensagem de esperança e um admirável exemplo de serviço aos outros”.

D. José Augusto Martins Fernandes Pedreira nasceu em Gondomil, no concelho de Valença, distrito de Viana do Castelo, no dia 10 de abril de 1935; entrou no Seminário de Braga em outubro de 1947 e foi ordenado Presbítero, na Sé de Braga, em 12 de julho de 1959.

Desempenhou as missões de formador no Seminário Maior de Braga; diretor e professor do Colégio do Minho, em Viana do Castelo; e Professor da Escola do Magistério Primário, da Escola de Educadoras de Infância e da Escola de Enfermagem de Viana do Castelo (1975-1979).

Entre 1978 e 1983, foi chanceler secretário da Cúria Diocesana, promotor de Justiça do Tribunal Eclesiástico e pró-vigário-Geral da Diocese.

A 31 de dezembro de 1982 foi nomeado como bispo auxiliar do Porto e titular de Elvas, tendo sido ordenado em Viana do Castelo por D. Armindo Lopes Coelho, a 19 de março de 1983.

A 29 de outubro de 1997, foi nomeado bispo de Viana do Castelo, tendo tomado posse a 8 de dezembro do mesmo ano; a 11 de junho de 2010, Bento XVI aceitou a sua renúncia, após atingir a idade determinada pelo Direito Canónico (75 anos).

OC

Viana do Castelo: Faleceu D. José Pedreira, bispo emérito da diocese

Partilhar:
Share