Semana Nacional de Migrações decorre a partir de domingo

Lisboa, 09 ago 2013 (Ecclesia) – A Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM) espera que a 41.ª Semana Nacional de Migrações, que se inicia este domingo, constitua uma oportunidade para analisar a situação dos emigrantes portugueses no Luxemburgo.

Com o aumento da emigração e com situações “sociais” preocupantes no Luxemburgo, os responsáveis da OCPM convidaram D. Jean Claude Hollerich, arcebispo do Luxemburgo, para presidir à Peregrinação Internacional do Migrante a Fátima, nos dias 12 e 13 deste mês, criando assim uma oportunidade para dialogo com os responsáveis eclesiais daquele país.

“Houve relatos de pessoas que não tinham condições de alojamento e começam a surgir dificuldades em encontrar emprego”, explica Eugénia Quaresma da OCPM, afirmando que essas situações “têm de ser resolvidas já”.

Por isso, a Obra Católica Portuguesa das Migrações apoia a campanha do Ministério dos Negócios Estrangeiros que pretende que os emigrantes tenham as informações necessárias e reais sobre o país de acolhimento.

Para a OCPM é cada vez mais importante trabalhar em rede, estabelecer pontes e “conjugar esforços” para receberem quem chega a Portugal e ajudarem quem parte, algo que a Igreja tem facilidade pela ação das paróquias.

‘Peregrinação de Fé e de Esperança’ é o tema da Semana Nacional de Migrações, de 11 e 18 de agosto, definido a partir da mensagem da Jornada Mundial do Migrante e do Refugiado 2013, escrita pelo Papa emérito Bento XVI.

Eugénia Quaresma, da Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM), espera que as paróquias promovam iniciativas que ajudem à “reflexão e encontro” e que as “pessoas se sensibilizem” para a realidade das migrações.

LS/CB/PR

Partilhar:
Share