Movimento elegeu nova equipa nacional para o triénio 2019-2022

Foto Ação Católica Rural

Leiria, 15 jul 2019 (Ecclesia) – A Ação Católica Rural (ACR) em Portugal elegeu a nova equipa nacional, para o triénio 2019-2022, na Assembleia Nacional de Delegados, que decorreu no Seminário Diocesano de Leiria, de onde saíram “desafios à Igreja e ao movimento”.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o movimento informa que o lema ‘Ser e viver para transformar…’ vai orientar o caminho para o triénio até 2022 e a ACR reafirma a vontade de seguir a sua “missão eclesial e social”.

Da 19.ª Assembleia Nacional de Delegados, que decorreu este fim de semana, dias 13 e 14 de julho, foram apresentados diversos “desafios à Igreja e ao movimento”, como “responder aos grandes temas da atualidade” e a ACR destaca a “problemática global da ecologia e da ecologia integral”, lembrando que o Papa Francisco “sensibilizou” a Igreja com a encíclica ‘Laudato Si’.

O movimento católico pretende também “conceder aos jovens protagonismo” nos caminhos da Igreja, sendo necessário “apoiá-los” nas suas iniciativas e fazendo caminho intergeracional: “A evangelização requer redes comunitárias”.

A Acção Católica Rural quer “estar a par da vida e dos problemas concretos das pessoas” sem medo de conhecer a sua vida e o seu trabalho e as paróquias e movimentos “devem ser voz” agitando as consciências das comunidades, pois o que não fazemos é também uma forma de violência.

“Intervir no meio, com base na Doutrina Social da Igreja (DSI) e colocando em prática a Revisão de Vida, assumindo o papel essencial dos leigos nesta ação, em comunhão com a Igreja e procurando trabalhar com outros Movimentos Eclesiais e com a sociedade civil”, desenvolve sobre outro desafio.

Para além de procurar “novas linguagens e novos lugares”, que vão ao encontro das pessoas, a ACR quer também “investir fortemente na formação integral dos militantes”.

Do programa da assembleia que reuniu 110 delegados e participantes destacam-se também para as conferências ‘Que anúncio? Para quem?’, pelo jornalista António Marujo, e ‘Evangelizar: que caminho?’, pelo bispo auxiliar do Porto D. Armando Domingues.

Ainda este mês, a ACR vai dinamizar o ‘Youth Festival’, nos dias 26, 27 e 28 de julho, em Calvão, na Diocese de Aveiro, uma proposta que já foi apresentada na Agência ECCLESIA.

Ação Católica Rural foi criada pelo Papa Pio XI, em 1922, e está em Portugal desde 1933; É um Movimento “formado e dirigido por leigos jovens e adultos, abrangendo na sua ação adolescentes e crianças” e “obedece às características gerais” da Ação Católica dedicando-se de forma organizada à “evangelização e promoção do meio rural” com um método de Revisão de Vida – ver, julgar, agir.

PR/CB

Partilhar:
Share