Apesar das contingências temporais, a população aderiu à iniciativa

Foto: Voz Portucalense

Porto, 21 out 2022 (Ecclesia) – A cruz peregrina e o ícone mariano “Salus Populi Romani”, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude passaram por hospitais, escolas e fábricas na vigararia de Felgueiras (Diocese do Porto)

A cruz peregrina e o ícone passaram por escolas da vigararia, no dia 18 de outubro e os alunos receberam os símbolos “com entusiasmo e com o cantar do hino da JMJ”, refere o jornal «Voz Portucalense»

Esta peregrinação dos símbolos foi, “para muitos jovens, uma experiência de fé muito intensa que os despertou para a importância deste movimento”, lê-se

Entre a Escola Secundária da Lixa e a E.B. 2,3 de Airães a cruz e o ícone foram aos bombeiros de Lixa e o caminho fez-se acompanhado “de dezenas de alunos que pedalavam, à chuva, em bicicletas”.

Foto: Voz Portucalense

Pela tarde, os símbolos passaram pela Zona Industrial da Longra onde ocorreu um concerto – dentro de uma fábrica – do Conservatório de Música de Felgueiras, que durou cerca de meia hora.

O programa noturno teve de ser totalmente alterado e a procissão de velas programada deu lugar a uma vigília dentro da Igreja de Lagares que, apesar do temporal, se viu lotada.

No dia 19 de outubro, o “mau tempo manteve-se mas a vontade de levar os símbolos a todos os habitantes de Felgueiras não desvaneceu”, realça o jornal

Logo de manhã a cruz e o ícone estiveram no hospital e foram várias as pessoas que se “aproximaram dos símbolos, desde profissionais de saúde a utentes”.

Foto: Voz Portucalense

Depois de passaram pelos bombeiros de Felgueiras a cruz peregrina e o ícone mariano passaram pela escola básica e secundária de Idães, onde foram recebidos com um tapete de flores.

Antes de terminar a peregrinação pela vigararia, os símbolos estiveram na “Cercifel, Cooperativa de Solidariedade Social”, onde “a alegria e a música deram outro encanto à passagem da cruz e do ícone”.

A passagem dos símbolos para a vigararia de Lousada deu-se após a ida ao Mosteiro do Bom Jesus de Barrosas.

Até 30 de outubro os símbolos da JMJ vão peregrinar na diocese do Porto e depois vão ser entregues à diocese de Setúbal.

LFS

Partilhar:
Share