Comunidade imigrante promove recolha de donativos

Vila Nova de Gaia, 04 mar 2022 (Ecclesia) – O Seminário Redentorista de Cristo Rei, em Vila Nova de Gaia, tem 105 camas prontas para receber refugiados ucranianos, em fuga da guerra no seu país, informou a congregação, em comunicado.

Os religiosos redentoristas estão a trabalhar com a comunidade ucraniana que se reúne e celebra habitualmente neste seminário, a fim de “disponibilizar todas as condições para que o seminário possa ser um centro de acolhimento de ucranianos que cheguem a Portugal”.

Sofia Markelov, uma das responsáveis deste projeto de solidariedade, explicou hoje à Agência ECCLESIA que têm existido “alguns problemas logísticos”, pelo que muitas pessoas têm permanecido, inicialmente, nos países mais próximos da Ucrânia.

A exceção têm sido os refugiados com família em Portugal, que agora os acolhem.

Em sete dias de conflito, mais de um milhão de refugiados deixaram a Ucrânia, um país com cerca de 43 milhões de cidadãos, para países vizinhos, especialmente a Polónia, segundo dados da agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

O Seminário Redentorista de Cristo Rei assumiu-se, desde o início do conflito, como um “centro logístico de recolha de todo o tipo de donativos”, informam os religiosos católicos, “tanto para as pessoas que se viram obrigadas a sair do seu país e se encontram agora nas zonas fronteiriças com diversos países europeus, como para os próprios cidadãos que ficaram a defender as suas cidades”.

Os voluntários organizam, encaixotam e enviam os bens recolhidos, em camiões e carrinhas, para Polónia, Roménia e a própria Ucrânia.

Sofia Markelov destaca que muitas pessoas se disponibilizaram para trabalhar e ajudar, nesta iniciativa, que já permitiu o envio de quatro camiões e 20 carrinhas de donativos; um quinto camião parte hoje.

“As pessoas são incansáveis”, refere.

Medicamentos, vestuário de inverno, mantas, camas, conservas, água e leite são os bens enviados.

A comunidade ucraniana criou uma página no Facebook, ‘Ucrânia Seminário Cristo Rei’, e no Instagram (@apoio_ucrania_cristorei), com atualizações e as informações necessárias para quem quiser ajudar com bens e apoio financeiro para cobrir todas as despesas associadas ao acolhimento de refugiados.

OC

Partilhar:
Share