«E apoiá-los no seu processo de acolhimento e integração em Portugal», destaca a instituição

Foto Lusa

Porto, 18 ago 2021 (Ecclesia) – A Santa Casa da Misericórdia do Porto informa que pode receber refugiados do Afeganistão e “apoiá-los no seu processo de acolhimento e integração em Portugal”, uma disponibilidade já manifestada ao Governo Português.

Numa nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, a Misericórdia do Porto assinala que perante a “grave situação” que se vive no Afeganistão, “nomeadamente a crise humanitária em desenvolvimento”, pode receber refugiados desse país e “apoiá-los no seu processo de acolhimento e integração em Portugal”.

O Afeganistão vive atualmente uma transição de governo, após os Talibãs terem controlado o país e chegado à capital Cabul, em menos de duas semanas, após o início da retirada das tropas da coligação internacional encabeçada pelos Estados Unidos da América.

Portugal vai começar por acolher 50 refugiados do Afeganistão que nos últimos 20 anos colaboraram com a comunidade internacional, 30 com a NATO e os restantes cooperaram com os serviços da União Europeia, disse o ministro de Estado dos Negócios Estrangeiros, esta terça-feira, na TVI24.

Augusto Santos Silva adiantou também que o Governo está a receber informações da sociedade civil, escolas superiores que estão a calcular quantos alunos afegãos podem receber, e também a disponibilidade já manifestada por autarquias.

A Santa Casa da Misericórdia do Porto assinala que em outros momentos já apoiaram e receberam refugiados de outras regiões em conflito.

Neste âmbito, exemplifica que têm um cidadão sírio a trabalhar na sua organização e é um “excelente exemplo de resiliência, esforço e integração”.

CB

Partilhar:
Share