No próximo dia 15 de Outubro, do corrente ano de 2005, celebram-se os 105 anos da Fundação do Pontifício Colégio Português em Roma, os 30 anos da abertura do actual edifício e da presença das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias. Os primeiros passos para a instalação, em Roma, de um colégio que acolhesse os «clérigos, tanto do Reino como do Ultramar» começaram a ser dados num encontro realizado a 6 de Maio de 1898 no Hôtel de Rome, na Via del Corso em Roma do qual se lavrou a «Acta da fundação do Collegio Portuguez em Roma». Dos participantes desse encontro constam os nomes de D. António José de Souza Barroso, Bispo de Meliapor, Luís Maria de Sousa Vahia Rebelo de Morais e D. Maria Adelaide Pinto da Silva, os Viscondes da Pesqueira, António Braz de Braga, o Reitor de Santo António dos Portugueses, P. José d’Oliveira Machado, o Reitor de S. Nicolau dei Prefetti, P. Ricardo Tabarelli e o Superior Geral da Congregação dos Padres delle Stimatte, D. Pio Gurisatti. Instituído canonicamente pelo Papa Leão XIII em 20 de Outubro de 1900, pela Bula «Rei Catholicae Apud Lusitanos» começou, no entanto, a funcionar no ano académico de 1898/99 em Santo António dos Portugueses. No ano seguinte funcionou na Villa Borghese. Em 1900 passou a funcionar no Palácio Alberini, na Via Banco Santo Spirito onde funcionou até 1974. Paulo VI benzeu a primeira pedra de um novo edifício, em Fátima, a 13 de 1967, e a 15 de Outubro de 1975 foi inaugurado o actual edifício na Via Nicolò V, 3. João Paulo II visitou o colégio no dia 12 de Janeiro de 1985 e recebeu-o em audiência no dia 11 de Janeiro de 2003, por ocasião do seu centenário. O Pontifício Colégio Português depende da Sé Apostólica e da Conferência Episcopal Portuguesa, sendo o Reitor nomeado pela Santa Sé através da Congregação para a Educação Católica sob proposta dos Bispos de Portugal e o Vice-Reitor, ou outros responsáveis do Colégio, nomeados pela Conferência Episcopal Portuguesa com o conhecimento da Santa Sé. Fundado para receber os Presbíteros que, de Portugal ou de outras nações, são designados e enviados para Roma pelos seus Bispos ou Superiores para completar e aprofundar os seus estudos nas várias áreas do saber humano e teológico, o Pontifício Colégio Português conta actualmente com 43 Presbíteros residentes de 12 nacionalidades diferentes. Conta, ainda, com o trabalho de uma comunidade de 5 irmãs da Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias. Programa Tendo em vista a digna celebração destes 3 momentos decisivos na história do Colégio Português será realizado um programa comemorativo com os seguintes actos: – Sábado, 15 de Outubro, 11h Eucaristia Presidida pelo Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. José da Cruz Policarpo; 12h30m almoço e homenagem às Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias e aos antigos Reitores do Colégio, 21 horas, Igreja de S. António dos Portugueses, concerto com “Ançãble” Vocale; – Domingo, 16 de Outubro de 2005, 17 horas, Igreja de S. António dos Portugueses, Eucaristia Presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga e Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. Jorge Ferreira da Costa Ortiga. Sendo lugar privilegiado de encontro sacerdotal e um laço promotor de unidade entre distintas Igrejas locais, o Colégio tem como missão principal o consolidar nos sacerdotes uma mentalidade universal e católica conforme as orientações fundamentais da acção pastoral e ser, ao mesmo tempo, uma casa de comunhão, à luz da contemplação do mistério de Cristo. Pe. João Paulo Quelhas

Partilhar:
Share