Domingo, 19 de fevereiro – Tinham 9 e 7 anos respetivamente, quando, acompanhados pela prima Lúcia, Francisco e Jacinta testemunharam entre maio e outubro de 1917 as aparições de uma “Senhora mais branca que o Sol”. Cem anos passam sobre este testemunho que mudou as suas vidas e a de tantos crentes que encontram no santuário de Fátima um local de paz e oração. A postuladora da causa de canonização a Irmã Ângfela Coelho sublinha que a mensagem de Fátima pode ainda ser mais aprofundada e aproveitada pela pastoral.

Partilhar:
Share