No Dia dos Namorados olhamos para os desafios que algumas dioceses indicam ser um caminho para a Igreja, numa atenção privilegiada dada aos jovens e atendendo a uma fase da vida “iluminadora” e essencial. O padre José Augusto Rodrigues, do Departamento da Pastoral Familiar da diocese de Leiria – Fátima, e Luciana Correia, da Pastoral Juvenil da Diocese de Aveiro, apresentam, atividades direcionadas a um “hiato” pastoral e reforçam a importância de uma Igreja “casa” e “acolhimento” para os jovens.

Partilhar:
Share