D. Francisco Senra Coelho quer Igreja «vizinha de todos e com todos comprometida»

Évora, 02 out 2019 (Ecclesia) – O arcebispo de Évora convidou as comunidades católicas a “gestos e atitudes” que reflitam uma “Igreja em saída”, numa nota pastoral dedicada ao mês missionário extraordinário.

“Venho convidar cada um de vós a vivermos intensamente este mês missionário com gestos e atitudes que reflitam que somos e queremos ser mais e mais uma “Igreja em saída”, vizinha de todos e com todos comprometida”, escreveu D. Francisco Senra Coelho, no documento enviado à Agência ECCLESIA.

O arcebispo de Évora explica que o convite do Papa, com o “Mês Missionário Extraordinário”, é que cada cristão “leve a peito este novo impulso missionário, transformando as comunidades em realidades missionárias e evangelizadoras”.

“É uma nova forma de olhar para as comunidades, não apenas como lugar de encontro dos que aí vivem e celebram a mesma fé, mas, sobretudo, como lugar de saída e de anúncio. Esta saída far-se-á, por sugestão do Bispo de Roma, pela intensificação da oração, pela prática das boas obras e pela reflexão bíblica e teológica sobre a missão, de modo que a Igreja nunca deixe que lhe roubem o entusiasmo e a esperança”, desenvolveu.

Neste contexto, D. Francisco Senra Coelho realça que o mundo e os tempos atuais “mudaram tanto” que a perceção do que é a Missão “tem de ser diferente”, não é apenas a “evangelização dos povos que não conhecem a Cristo” mas também “da própria cultura ocidental, tão carecida do seu encontro com Jesus Cristo”.

O arcebispo assinala que o tema da missão no contexto da Nova Evangelização “é muito caro” ao Papa que “lhe dedica abundantes reflexões”, e exemplifica como na sua primeira Exortação Apostólica ‘A Alegria do Evangelho’.

Na nova nota pastoral, depois de citar o Papa emérito Bento XVI, D. Francisco Senra Coelho destaca que, neste mês de outubro, “Maria terá de ser sempre, uma figura visivelmente presente”, é “paradigma e modelo” da Igreja em saída para “fomentar a comunhão” e ensina “a dizer sim, mesmo quando os passos são vacilantes ou incertos”.

“Um próspero outubro Missionário 2019”, são os desejos do arcebispo de Évora, que este sábado vive o Dia da Igreja Diocesana, na nota pastoral que também foi publicada no sítio online da arquidiocese.

A Igreja Católica está a viver um Mês Missionário Extraordinário, por decisão do Papa, com o tema ‘Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo’, no centenário da promulgação da Carta Apostólica ‘Maximum illud’, do Papa Bento XV.

“Este Mês Missionário extraordinário quer ser uma sacudidela que nos provoca a ser ativos no bem”, explicou Francisco numa celebração de oração que presidiu, esta terça-feira, no Vaticano.

CB/OC

Partilhar:
Share