D. Rui Valério afirma que as Forças Armadas e Forças de Segurança «estão na rota da Páscoa e são caminho de Ressurreição»

Foto Lusa, tomar de posse de D. Rui Valério como Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança

Lisboa, 03 abr 2021 (Ecclesia) – O bispo da Diocese das Forças Armadas e Forças de Segurança afirma na Mensagem Pascal que “ressuscitar é viver para servir” e escolher “a força da solidariedade e da justiça” para “travar todos os combates”.

“Ressuscitar é viver para servir até ao derramamento do próprio sangue; é pôr o outro antes de si próprio; é ter na força ad solidariedade e da justiça as verdadeiras armas para travar todos os combates”, afirma D. Rui Valério.

Na Mensagem Pascal às Forças Armadas e Forças de Segurança, o bispo diocesano indica que  é necessário “responder ‘presente’ a todas as linhas da frente”.

“Por isso as Forças Armadas e Forças de Segurança estão na rota da Páscoa e são caminho de Ressurreição!

D. Rui Valério lembra que há mais de um ano “o mundo vive esmagado pelas contingências da pandemia”, numa “dramática via-sacra, feita de estações que ganharam nova designação – como “confinamento”, “trabalhava” (porque, entretanto, deixou de trabalhar, foi para o desemprego), “vivia ali” (e agora vive na rua), “pobreza”, “fome”, “solidão”, “abandonado”, “morte” – mas igualmente dolorosa como a percorrida por Jesus”.

Apesar das novas estações da via-sacra, o bispo da Diocese das Forças Armadas e Forças de Segurança lembra também os “dons pascais” que surgiram nos meses de pandemia, como “as vacinas, que surgiram em prazos record” e “a capacidade incomensurável das Forças Armadas e Forças de Segurança de, em cada momento, responderem às emergências e necessidades do país”.

D. Rui Valério valorizou também a “dádiva de tantos profissionais e voluntários ao serviço dos outros, sobretudo dos mais vulneráveis” e o facto do Papa Francisco ter publicado a encíclica ‘Fratelli Tutti’ em plenapandemia, qual “vacina para a cura espiritual”

“A gratuidade na dádiva da própria vida, no despojamento total de si ao Pai, faz do processo pascal de Jesus- que envolve sofrimento, solidão, condenação e morte – uma história vitoriosa que será consagrada na Ressurreição”, afirmou

“Votos de uma Santa e Feliz Páscoa, na alegria e esperança de Cristo Ressuscitado”, conclui D. Rui Valério.

PR

Partilhar:
Share