Tradição tem «autorização especial da Santa Sé», explica padre João António Teixeira

Foto: C. M. Lamego

Lamego, 14 Jul 2020 (ECCLESIA) – O reitor do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, disse à Agência ECCLESIA que as festividades que se realizam naquela cidade no mês de setembro têm uma caraterística única, porque “os andores são puxados por juntas de bois”.

Para que tal aconteça foi necessária “uma autorização especial da Santa Sé, em 1925”, o que torna a “vivência intensa e extensa” das festas em honra de Nossa Senhora dos Remédios, referiu o padre João António Teixeira nas Conversas na ECCLESIA, sobre ‘O Sagrado e as Gentes’.

O sacerdote explicou que esta é uma festa “muito antiga” que remonta, “certamente, ao século XVII e mantém o mesmo figurino, com a novena às seis da manhã e depois a “grande celebração no dia 8 de setembro”.

O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios é uma “obra imponente”, onde sobressai a escadaria com mais de 900 degraus e o “frondoso parque” que faz “uma “espécie de guarda de honra a Nossa Senhora”, sublinhou o reitor.

Foto: C. M. Lamego

A Romaria da Senhora dos Remédios de Lamego é um “excesso de festividade, multidão e simbologia, que cruza uma matriz citadina e rural”, atestando que Lamego é “um património vivo, uma cidade monumento e nobre que, setembro após setembro, abre as suas engalanadas portas de par em par, para receber milhares de romeiros e peregrinos, indicou o padre João António Teixeira.

Um “pulmão espiritual e verdejante” que recebe peregrinos de todo o mundo, acrescentou.

Numa manifestação “cenográfica e religiosa”, carregada de simbolismo, espiritualidade e devoção, a imagem da Virgem Maria percorre as ruas do velho burgo lamecense, no dia 8 de setembro, à tarde, num ambiente de oração e canto, “enchendo de silêncio a alma de milhares de visitantes em peregrinação”.

Ao longo do mês de julho, de segunda a sexta-feira, a Agência ECCLESIA divulga um lugar onde “O Sagrado e as Gentes” se cruzam, seja vivência de festas e romarias, na preservação do património ou na divulgação de tradições e culturas religiosas, nomeadamente as que se encontram entre as finalistas às 7 Maravilhas da Cultura Popular.

LFS

 

Lamego: Cidade viveu dias de festa em homenagem à Senhora dos Remédios (c/vídeo)

Partilhar:
Share