O Pontifício Colégio Português em Roma tem uma nova direcção para os próximos três anos. Efectivamente, a 3 de Junho, solenidade do Sagrado Coração de Jesus, Patrono do Colégio, a Congregação para a Educação Católica nomeou para a função de Reitor, o Padre José Manuel Garcia Cordeiro. Ao mesmo tempo, o decreto de nomeação confirmou a nomeação do Vice-Reitor, o Padre José Fernando Caldas Esteves, feita pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) em Abril. O P. José Cordeiro, ordenado a 16 de Junho de 1991, pertence ao Presbitério da Diocese de Bragança-Miranda e o P. José Caldas, ordenado a 26 de Julho de 1998, faz parte do Presbitério de Viana do Castelo. A equipa conta ainda com a colaboração de um director espiritual, de um administrador e de uma comunidade religiosa. O Pontifício Colégio Português, propriedade da CEP, é a residência sacerdotal para aqueles presbíteros enviados pelos respectivos bispos em ordem a completar os estudos nos vários campos do saber teológico. Por ocasião do centenário de fundação, o Papa João Paulo II e o Cardeal-Patriarca D. José Policarpo salientaram a missão do Colégio. Esta tem a finalidade de consolidar, nos sacerdotes, uma mentalidade universal e católica conforme as orientações fundamentais da acção pastoral e ser «casa da comunhão», à luz da contemplação do mistério de Cristo: «Como disse o senhor Cardeal, hoje abrigam-se nele sacerdotes de diferentes países e línguas, tornando-se um lugar privilegiado de encontro sacerdotal e um laço promotor de unidade entre distintas Igrejas locais» (João Paulo II, Osservatore Romano em português 3 (2003) 3). No próximo dia 15 de Outubro comemora-se o 105º aniversário da fundação do Colégio e o 30º aniversário da nova sede, bem como o 30º aniversário da presença e serviço das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias. Nestes últimos 30 anos, serviram o Pontifício Colégio Português 5 reitores, 3 dos quais exerceram antes a função de vice-reitor.

Partilhar:
Share