Fundação Ajuda a Igreja que Sofre adianta que o jovem se encontra “bastante doente”

Lisboa, 20 jan 2020 (Ecclesia) – Um dos seminaristas sequestrados após o ataque de um grupo armado ao Seminário Maior do Bom Pastor, na Nigéria, foi libertado por se encontrar “bastante doente”, revela a Fundação Ajuda a Igreja que Sofre. 

“O seminarista, cuja identidade ainda não foi revelada, foi encontrado sábado à noite na estrada, após ter sido libertado pelos sequestradores, ao que tudo indica por causa do seu estado de saúde”, anuncia no seu site a fundação pontifícia.

O jovem foi recolhido e transportado de imediato para uma unidade de saúde estando a “receber tratamento” e, segundo informações recolhidas pela AIS junto da Igreja local, “a reagir bem”.

Ainda é desconhecida a identidade dos sequestradores, sabendo-se apenas que envergavam camuflados militares e que chegaram a fazer durante o ataque ao seminário alguns disparos “em estudantes, professores e funcionários”.

Os bispos nigerianos lançaram um apelo à libertação dos quatro seminaristas que têm idades compreendidas entre os 18 e os 23 anos.

SN

Partilhar:
Share