Iniciativa assinala 15 anos de existência

 

Lisboa, 06 dez 2021 (Ecclesia) – Mariana Pereira, da Fundação Fé e Cooperação (FEC), considera que a ONGD católica tem conseguido “cumprir o objetivo de ajudar os povos lusófonos” com a ajuda do projeto ‘Presentes Solidários’.

“Todos os anos temos conseguido cumprir o objetivo de ajudar os povos lusófonos com uma ajuda efetiva que são bens muito concretos e levar estes bens às comunidades que nos propomos apoiar”, disse à Agência ECCLESIA.

Os ‘Presentes Solidários’ da FEC estão a comemorar 15 anos de existência e podem ser adquiridos, em suporte físico ou online, até 6 de janeiro de 2022.

Este ano, com 10 euros, é possível garantir a alimentação básica de uma das 60 famílias apoiadas numa das cidades mais pobres de Mato Grosso; por 29 euros, oferece-se todo o material escolar a uma das 392 crianças deslocadas devido ao conflito em Cabo Delgado, Moçambique.

No catálogo, estão disponíveis 10 presentes, entre os 8 e os 110 euros, que vão permitir apoiar comunidades nos oito países lusófonos – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

“Os produtos mais baratos são sacos de cimento, material escolar e alimentação e os presentes mais caros, normalmente são direcionados para empresas ou grupo de alunos que compram esses presentes maiores”, indicou Mariana Pereira.

A campanha natalícia da fundação, ligada à Conferência Episcopal Portuguesa, “nasceu com o propósito de estar ao lado das comunidades lusófonas.

Os parceiros da FEC no terreno apontam as necessidades “mais urgentes” e a instituição de “forma criativa tenta dar resposta com bens concretos”.

Ao adquirir os postais solidários, as pessoas podem ajudar “muitas comunidades frágeis daqueles países irmãos”, realçou a responsável.

PR/LFS/OC

Partilhar:
Share