Catástrofe natural já provocou pelo menos 217 mortos e 15 mil pessoas aguardam resgate urgente

Foto Lusa

Porto, 21 mar 2019 (Ecclesia) – A Santa Casa da Misericórdia do Porto vai disponibilizar uma linha de apoio monetário, no valor de 25 mil euros, para ajudar as comunidades mais atingidas pelo ciclone Idai em Moçambique.

Na nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, a instituição católica refere que esta linha de apoio vai privilegiar o envio de “medicamentos e alimentos” para as populações daquele país lusófono.

Esta ação vai ser colocada em marcha em parceria com a Embaixada de Portugal em Maputo, que será responsável por fazer chegar os apoios às pessoas, no âmbito do esforço de ajuda promovido pelo Governo português.

Além desta linha de apoio no valor de 25 mil euros, em medicamentos e alimentos, a Misericórdia do Porto está a preparar também uma recolha de donativos mais direcionada para vestuário.

De acordo com os últimos números avançados pelo Governo de Moçambique, o ciclone Idai já provocou pelo menos 217 mortos e cerca de 15 mil pessoas aguardam resgate urgente, devido aos ventos fortes, às chuvas e inundações que fustigam a região.

Nas últimas horas as autoridades avançaram ainda que existem pelo menos 30 portugueses desaparecidos, na sequência desta catástrofe natural.

O ciclone Idai também está a atingir outros países africanos, como o Zimbabué, onde já morreram pelo menos 98 pessoas, e o Malawi, que regista 56 vítimas mortais.

JCP

Partilhar:
Share