Responsáveis destacam aumento das inscrições

Faro, 17 fev 2022 (Ecclesia) – Os alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa vão regressar à Diocese do Algarve para realizar o projeto ‘Missão País’, uma semana de voluntariado, em Monchique, Sagres e Vila do Bispo, de 27 de feverero a 6 de março.

“Tanto nós, missionários, como a comunidade de Monchique estamos bastante ansiosos de poder voltar a estar juntos e isso levou também a que houvesse mais inscrições”, disse Francisco Dores, um dos dois chefes gerais da ‘Missão País’ em Monchique, ao jornal diocesano ‘Folha do Domingo’.

O estudante universitário do Instituto Superior Técnico de Lisboa assinala que tiveram mais inscrições para a edição 2022 do que em anos anteriores.

“Temos não só as pessoas que já faziam missões no tempo em que era presencial, mas também aqueles que entraram o ano passado na universidade e ainda não participaram numa ‘Missão País’ presencial e aqueles que entraram este ano na universidade”, acrescentou.

Os ciclos da ‘Missão País’ numa localidade têm a duração de três anos e Francisco Dores recorda que foram “sempre bastante bem acolhidos” em Monchique.

“A beleza e a magia da ‘Missão País’ é que desde o primeiro momento e, desde o primeiro ano, conseguimos sentir a transformação não só na comunidade, mas também em nós, missionários”, desenvolveu.

O estudante, que assume a chefia geral desta semana com Maria João Almeida, destaca que a comunidade de Monchique está “muito mais aberta” à presença dos missionários, e as pessoas já participam “muito mais nas atividades” que propõem.

“O nosso objetivo é que a própria comunidade, ao fim deste terceiro ano, continue também ela este caminho de fé”, realçou Francisco Dores.

As semanas da ‘Missão País’ em Monchique, Sagres e Vila do Bispo, são o terceiro e último ano do triénio missionário, de 27 deste mês a 6 de março.

As missões vão contar com 44 participantes, incluindo os oito chefes e um responsável pela comunidade ‘Just a Change’, que realiza pequenas obras e melhoramentos em casas de pessoas que necessitam de ajuda.

Em Monchique, os estudantes são acompanhados pelo padre Francisco Molho, da Diocese de Beja, em Sagres e Vila do Bispo pelo padre Diogo Maleitas Correia, pároco de São Pedro, São Sebastião e Nossa Senhora da Ajuda de Peniche, da Diocese de Lisboa.

No ano passado a ‘Missão País’ realizou-se em formato online, no caso de Monchique apenas entre os voluntários e que em Sagres e Vila do Bispo algumas atividades digitais incluíram a comunidade e os utentes do lar da Santa Casa da Misericórdia.

O jornal ‘Folha do Domingo’, da Diocese do Algarve, informa que esta região vai receber quatro missões das 63 que estão programadas para a edição ‘Missão País’ 2022.

Os ciclos da ‘Missão País’ numa localidade têm a duração de três anos e vão regressar ao Algarve as missões de Alcoutim, que começa no próximo domingo; de Monchique e de Sagres, que se realizam de 27 de fevereiro a 6 de março.

‘Coragem! Levanta-te que Ele chama!’ é o tema da ‘Missão Pais’ este ano e o projeto na nova edição é também identificada pelo cor-de-rosa.

Esta iniciativa universitária começou com estudantes ligados ao Movimento Apostólico de Schoenstatt, com 20 jovens, em 2003.

CB/OC

Partilhar:
Share