Responsável pelos conteúdos religiosos das rádios do Grupo Renascença Multimédia afirma que se sente «honrada, grata e tranquila» por poder «servir a Igreja» e integrar uma equipa que tem «um trabalho provado» e «reconhecido»

Foto Agência Ecclesia/MC, Isabel Figueiredo

Fátima, 02 mai 2019 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa nomeou hoje Isabel Figueiredo diretora do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais (SNCS).

Isabel Figueiredo é licenciada em história, trabalha na Rádio Renascença desde 1990, onde é atualmente responsável pelos conteúdos religiosos das rádios do grupo e adjunta do presidente do Conselho de Gerência.

Em declarações à Agência ECCLESIA, a nova diretora do SNCS disse que se sente “honrada, grata e tranquila” por ter sido escolhida para um cargo que considera um “serviço na Igreja Católica”.

“Sinto-me muito honrada em ter sido escolhida para este lugar, por causa de quem me antecedeu, o senhor D. Américo Aguiar, o cónego João Aguiar e o cónego António Rego. São pessoas em quem todos nos revemos e reconhecemos profundamente o excelente trabalho que fizeram para a Igreja em Portugal, em termos de comunicação social”, disse Isabel Figueiredo.

A diretora do SNCS acrescentou que se sente “grata” pela confiança depositada e por “poder trabalhar para a Igreja”, agora também num secretariado da Comissão Episcopal da Cultura Bens Culturais e Comunicações Sociais, continuando as funções no Grupo Renascença Multimédia.

Isabel Figueiredo disse que assume o novo serviço com tranquilidade, referindo que o trabalho do SNCS é “reconhecido por todos, em Portugal e fora de Portugal”.

“Sinto-me tranquila porque a equipa da Ecclesia tem um trabalho provado, um excelente trabalho”, afirmou a nova diretora do SNCS.

Para Isabel Figueiredo, o facto de ter sido escolhida uma mulher para a direção do SNCS mostra que “Igreja está cada vez mais aberta ao sentido da corresponsabilidade” e confirma que a “mulher esteve sempre presente na vida da Igreja”.

“O lugar da mulher na Igreja está completamente claro. Basta olharmos com olhos atentos para percebermos onde as mulheres estão e o que fazem”, afirmou.

Isabel Figueiredo considera que é necessário promover um “excelente serviço de comunicação social” na Igreja Católica, uma vez que “os desafios são cada vez mais”, nomeadamente o “desafio único”, também ao nível da comunicação, que vai ser a organização da Jornada Mundial da Juventude, em Portugal.

“Nunca se tenha receio de arriscar e fazer mais e melhor”, sustentou.

Para Isabel Figueiredo, é necessário não abandonar a “importância enorme” que tem o texto escrito e “estar atentos” aos meios onde estão os jovens para “acompanhar o presente o futuro”.

“Tem de haver um equilíbrio entre a beleza do texto escrito, que está na base do trabalho da Agência ECCLESIA, por exemplo, e ir acompanhando as coisas, evoluir”, afirmou, acrescentando também que o trabalho que se tem feito na rádio e na televisão, no âmbito do SNCS, reflete essa evolução, a continuar agora no ambiente das redes sociais.

Isabel Figueiredo é casada e mãe de três filhos, licenciada em história e trabalha na Rádio Renascença desde 1990 no âmbito da produção de conteúdos, sendo atualmente responsável pelos conteúdos religiosos das rádios do Grupo Renascença Multimédia e adjunta do presidente do Conselho de Gerência do Grupo.

A nova diretora do SNCS é também colaboradora regular da revista Mensageiro do Coração de Jesus e autora de várias obras, nomeadamente “Vale a Pena Pensar nisto”, “Via Sacra com Maria”, “ Advento para Crentes e Não Crentes” e “  Linhas Tecidas com Tempo”.

O Secretariado Nacional das Comunicações Sociais é um órgão da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, criado em 1983 pela Conferência Episcopal Portuguesa.

Para além de dinamizar o setor e a pastoral das comunicações sociais na Igreja Católica, o Secretariado Nacional das Comunicações Sociais é proprietário da Agência Ecclesia, agência de notícias da Igreja Católica em Portugal, e produtor dos programas Ecclesia de televisão e de rádio e o programa 70×7, emitidos no operador de serviço público de televisão e de rádio no âmbito do tempo de emissão das Confissões Religiosas em Portugal na Rádio e Televisão de Portugal.

HM/PR

Partilhar:
Share