Congregações reconhecem «legado espiritual» da religiosa

Fátima, Santarém, 18 mai 2011 (Ecclesia) – A Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP) divulgou hoje um “voto de congratulação” pela beatificação da Madre Maria Clara (1843-1899), que se celebra este sábado, em Lisboa.

Na nota enviada à Agência ECCLESIA, a CIRP sublinha que a beatificação, marcada para o estádio do Restelo, é “um acontecimento de plena relevância espiritual para toda a Igreja”.

A CIRP, que se reuniu esta terça e quarta-feira em Fátima para a sua assembleia-geral, “manifesta a mais profunda alegria pela beatificação” da religiosa, que com o padre Raimundo Beirão fundou em 1871 as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição (Confhic).

Os participantes exprimem “o mais vivo reconhecimento” pelo “legado espiritual do carisma da hospitalidade” da Confhic, atualmente presente em 14 países, e pelo “precioso e dedicado serviço que tem prestado”.

“Que o modelo de santidade agora apresentado à Igreja e ao mundo na pessoa da bem-aventurada Irmã Maria Clara do Menino Jesus inspire a vida quotidiana de todos aqueles e aquelas que querem continuar a ser fiéis e felizes no seguimento de Jesus Cristo”, refere o texto.

Durante a assembleia-geral foi eleita a nova direção da CIRP, que até 2014 vai ser dirigida pela irmã Lucília Maria Franco Oliveira Gaspar, superiora das Servas de Nossa Senhora de Fátima.

A CIRP, formada em 2005, resulta da fusão da Conferência Nacional dos Superiores Maiores dos Institutos Religiosos e da Federação Nacional das Superioras Maiores dos Institutos Religiosos.

RM

Partilhar:
Share