Presidente da Direção fala em «reconhecimento» pelo trabalho junto dos mais necessitados

Funchal, Madeira, 30 jun 2021 (Ecclesia) – O Centro Social e Paroquial de Santo António no Funchal vai recebe esta quinta-feira, Dia da Região Autónoma da Madeira, a insígnia autonómica de Bons Serviços.

O presidente da Direção deste centro, cónego Carlos Nunes, disse hoje à Agência ECCLESIA que o galardão atribuído pelo Governo Regional representa “um reconhecimento pelo trabalho de assistência e cuidado às pessoas com maiores necessidades”.

O sacerdote realça que a instituição “fica com mais responsabilidade para melhor servir”.

O Centro Social e Paroquial de Santo António tem várias valências e a terceira idade “ocupa a maior parte do serviço”, visto que tem um centro de dia com capacidade para mais de 50 utentes, o apoio domiciliário, e uma residência para idosos.

A instituição também auxilia “mulheres vítimas de violência doméstica”, sublinhou o entrevistado.

Os mais novos também recebem apoio do centro através “da residência de autonomização, com residências de transição”.

Jovens que estiveram institucionalizados em várias locais e naquela residência “aprendem a ficar autónomos para a vida”, acrescentou o cónego Carlos Nunes.

No ‘Espaço Família’, o Centro Social e Paroquial de Santo António ajuda as famílias em “situações complicadas e de conflito”.

A instituição está atenta ao lado social, mas sempre com “a matriz caritativa”, realça o presidente da Direção.

Perante a pandemia, na instituição a “maior parte das valências continuou a funcionar” e o que ficou mais limitado foi o centro de dia para idosos, que esteve vários meses fechado.

“Muitos idosos já não regressaram, alguns acabaram por morrer e outros ficaram dependentes”, sublinhou o cónego Carlos Nunes.

O presidente da Direção do Centro Social e Paroquial de Santo António realça que existe colaboração e cooperação neste setor entre as entidades governamentais e a Igreja.

Os apoios, através dos acordos de cooperação, com a Segurança Social são “fundamentais” para as instituições.

O Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses é um feriado regional, celebrado a 1 de julho, e comemora a autonomia político-administrativa concedida ao arquipélago da Madeira pela Constituição portuguesa de 1976.

Nos termos do artigo 6.º do Decreto Legislativo Regional n.º 21/2003/M, a Insígnia autonómica de bons serviços serve para “distinguir ato ou serviços meritórios praticados por cidadãos portugueses ou estrangeiros no exercício de quaisquer funções públicas ou privadas”.

LFS/OC

 

Partilhar:
Share