D. Manuel Clemente escreveu às comunidades católicas, no início do ano pastoral 2019-2020

Lisboa, 02 set 2019 (Ecclesia) – O cardeal-patriarca enviou uma carta às comunidades católicas de Lisboa, no início do ano pastoral 2019-2020, na qual defende maior “insistência na ação caritativa”.

“Detetar em cada meio aqueles que, estando mais periféricos, mais precisam de ser centralizados na nossa atenção e cuidado é o que procuraremos fazer, atendendo à especificidade sociocultural de cada lugar”, é o apelo deixado por D. Manuel Clemente, num texto enviado à Agência ECCLESIA

A mensagem destaca que o Patriarcado se encontra na “última etapa da receção sistemática da Constituição Sinodal de Lisboa”, publicada em 2016, com o objetivo de “fazer da Igreja uma rede de relações fraternas”.

“A insistência na ação caritativa há de levar-nos a trabalhar mais e melhor em conjunto para servir quem precisa”, assinala o cardeal-patriarca de Lisboa, retomando o apelo deixado na apresentação do Programa e Calendário Diocesano 2019/2020.

O cardeal-patriarca convida a “cuidar realmente de todos e cada um em tudo quanto à vida se refere, da conceção à morte natural, não desistindo de o repetir e praticar”.

“Imediata, independente e gratuita, assim se carateriza a caridade cristã”, acrescenta.

Para os próximos meses, o Departamento da Pastoral Sociocaritativa elaborou uma “proposta de objetivos” nos quais se incluem o Dia da Solicitude (18 de outubro), o Congresso da Pastoral Social (15-16 de maio) e a Semana Vicarial da Caridade, em data a escolher por cada conjunto de paróquias.

Outra prioridade, neste ano pastoral, é a preparação para a Jornada Mundial da Juventude que a capital portuguesa vai receber em 2022, por decisão do Papa Francisco, com um tema dedicado “à evangelização caritativa” – ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’ (Lc 1, 39).

D. Manuel Clemente adianta que no próximo Domingo de Ramos, 5 de abril de 2020, vai estar em Roma para receber os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (Cruz e Ícone de Nossa Senhora) “que peregrinarão depois pelas Dioceses”.

A carta indica ainda a data de 20 de outubro de 2020, Dia Mundial das Missões, no qual a Igreja Católica em Portugal vai encerrar, em Fátima, o Ano Missionário, “que certamente aumentou em muitas comunidades esta dimensão essencial do Evangelho, recebido para partilhar com todos e em toda a parte”.

Na mesma celebração vão ser evocados os 175 anos do Apostolado da Oração – Rede Mundial da Oração do Papa.

OC

Partilhar:
Share