Responsável pela Comunicação assume sonho de «chegar a todos os cantos e recantos» de um território vasto e disperso

Portalegre, 23 fev 2022 (Ecclesia) – A responsável pela comunicação do Comité Organizador Diocesano (COD) da Diocese de Portalegre-Castelo Branco considera que peregrinação dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) está a causar “muito entusiasmo” nos jovens.

“A Diocese de Portalegre-Castelo Branco é muito dispersa e é difícil os jovens juntarem-se para alguma coisa, mas neste momento estamos todos juntos a viver esta peregrinação dos símbolos com muito entusiasmo”, disse Vanessa Alves à Agência ECCLESIA.

A cruz dos jovens e o ícone mariano, símbolos da JMJ, estão a percorrer a diocese até 5 de março, juntando “cada vez mais pessoas na rua e a seguir o diário nas redes sociais”.

A próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude que se realiza em Lisboa, de 01 a 06 de agosto de 2023, “está cada vez mais presente nos jovens da diocese”, onde o sonho é “chegar a todos os cantos e recantos”.

O apoio dos párocos na divulgação da JMJ tem “sido fundamental” e nota-se uma “grande mobilização nas paróquias” da Diocese de Portalegre-Castelo Branco.

O COD de Portalegre-Castelo Branco pensa que “não devem ser as pessoas a deslocar-se até aos símbolos, mas os símbolos deslocarem-se até às pessoas nos seus diversos contextos”, precisa Vanessa Alves.

A cruz e o ícone de Nossa Senhora já estiveram num hospital, lares de idosos, escolas e até já se celebrou uma Eucaristia no “parque de estacionamento de um hipermercado”.

Foto: COD Portalegre-Castelo Branco

“Foi muito bonito ver a reação das pessoas, primeiro com ar de admiração e depois a irem deixar as compras no carro e celebrarem a Eucaristia com os presentes”, relatou a entrevistada.

Segundo Vanessa Alves, as pessoas perceberam “que a JMJ já estava a mudar a vida delas”.

Os símbolos da jornada, que já percorreram o mundo, passaram agora por várias localidades da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, “mesmo sítios com três ou quatro pessoas”, que passam a figurar “no mapa da JMJ”.

A reportagem desta peregrinação está hoje em destaque na emissão do Programa ECCLESIA (RTP2, 15h00).

PR/LFS/OC

Partilhar:
Share