12 meses antes do início da jornada, autor da letra assume esforço de motivar a juventude

Padre João Paulo Vaz
Foto: JMJLisboa2023

Lisboa, 29 jul 2022 (Ecclesia) – O padre João Paulo Vaz, autor da letra do hino da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, disse à Agência ECCLESIA que esta é “uma marca importante em cada edição” do encontro mundial, assumindo o desafio de “motivar a juventude”. 

“O hino é uma marca importante em cada edição, a música tem o condão de marcar memórias: se ouço uma música lembro-me do momento que marcou, traz a memória do coração, as recordações e vivências, sendo um hino da JMJ e toda a envolvência, com toda a preparação que é um crescendo, é acompanhado sempre pelo hino”, explica o sacerdote.

O autor reforça que, cada vez que ouve o hino de uma edição em que participou, recorda toda a caminhada, “processo e aventura que é de crescimento e fica para a vida”.

“Sempre que ouvimos o hino de uma JMJ em que participámos revivemos todos os valores, o caminho feito, e há um re-entusiasmar da vida a partir de vivências que foram fortes e boas, naturalmente o hino está sempre ao serviço disto”, indica.

O sacerdote da diocese de Coimbra participou em seis edições da JMJ mas recorda a JMJ de Paris 1997, pela “envolvência e sentido de universalidade”, naquele “cordão ininterrupto de cerca de 800 mil jovens à volta de Paris”.

A um ano da edição de Lisboa, o padre João Paulo Vaz defende a necessidade de entusiasmar os jovens para este grande encontro. 

“Espero o encontro de gente que é capaz de amar e por isso é capaz de viver em conjunto; são jovens tão diferentes, culturalmente, socialmente. mas quando vamos no mesmo sentido tudo ganha uma plenitude que não ganhamos noutras ocasiões e gostava de ver em Lisboa este sentido, esta plenitude da vida a partir do que Deus fez em nós e usar essa riqueza para partir para a vida com um entusiasmo grande”, afirma.

O sacerdote tem sido convidado para várias iniciativas de divulgação da JMJ Lisboa 2023, que aceita “com muito agrado” e recorda a comunidade alemã onde esteve. 

“O hino também é motivação e pontapé de saída para a divulgação, fui convidado por um amigo sacerdote português para estar na Alemanha, na diocese de Mainz, num dia da juventude, onde havia um espaço para divulgação da JMJ Lisboa 2023, ensinei o hino em português e os portugueses que lá estavam fizeram festa”, lembra.

O padre João Paulo Vaz contou ainda que, junto da comunidade portuguesa de Mainz, deu o seu testemunho pessoal, “desde os dias que passou nas dioceses e das vivências das várias edições da JMJ”, uma forma de cativar e entusiasmar os jovens a vir até Lisboa.

A entrevista é o mote para o programa de rádio ECCLESIA deste sábado, pelas 06h00 na Antena 1 da rádio pública, ficando depois disponível online.

SN

Partilhar:
Share