Foto: Foto: Silvalde, Espinho

Lisboa, 05 fev 2022 (Ecclesia) –  O Comité Organizador Diocesano do Porto (COD) da JMJ Lisboa 2023 propõe aos jovens que façam uma “preparação em ritmo sinodal”.

A organização publicou um subsidio «Levanta-te» onde desafia os jovens a refletir sobre a sua vivência em Igreja e a ir ao encontro de outros.

«Assinale algo que gosta na vivência da Igreja Católica», «Indique uma experiência negativa que tenha vivido em Igreja», «Indique algo que gostaria que mudasse na Igreja», «Refira algo que poderia mudar em si para melhorar a relação com a Igreja» são algumas questões lançadas no folheto, e que podem ser lidas no jornal Voz portucalense.

“A proposta de vivência do COD Porto aponta atitudes de proximidade e questões para conversar”, assinala a organização, que convida outros a juntarem-se ao caminho rumo a agosto de 2023.

«Vai ao encontro das pessoas e entrega este folheto», «Aproveita para com essas pessoas conversar sobre a vida, sobre a Igreja», «Partilha inquietações e opiniões», são desafios lançados que querem, sobretudo, ouvir as pessoas e promover a escuta.

O COD Porto lembra que o Sínodo de 2023 tem como objetivo escutar todos os batizados em todas as dioceses do mundo sob o lema «comunhão, participação, missão».

Até agosto de 2022 decorre a fase diocesana e em outubro de 2023 o Papa Francisco irá reunir os padres sinodais para refletir sobre as propostas discernidas e enviadas para o Vaticano.

LS

Partilhar:
Share