Diocese do Porto acolhe peregrinação da Cruz e Ícone mariano até a 30 de outubro

Foto: SDPJ Porto

Porto, 18 out 2022 (Ecclesia) – Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, passaram por uma discoteca, na noite de sexta-feira, durante o seu percurso pela Diocese do Porto, que tem momentos dedicados às várias gerações.

“A cruz peregrina e o ícone mariano visitaram uma discoteca em Baião, os símbolos da JMJ foram ao encontro dos jovens na noite de sexta-feira”, informa o jornal diocesano ‘Voz Portucalense’.

Com um programa definido os símbolos visitaram as escolas e “também os pais mostraram curiosidade com a JMJ”, depois da visita à discoteca, “já de madrugada”, realizou-se uma caminhada até à Capela da Senhora da Guia.

Também Amarante recebeu a visita dos símbolos, que “ajudou a entusiasmar os jovens a participarem na JMJ e para estarem ativos nas paróquias e nas vigararias”.

“Antes dos símbolos serem recolhidos na Igreja de São Gonçalo, para adoração, houve um “flash mob” com cerca de um milhar de pessoas a cantar o hino da JMJ”, indica o semanário diocesano.

Já no domingo, os símbolos chegaram ao Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, em Penafiel, “puxados por dois bois e acompanhados por centenas de pessoas”.

Naquele local foi celebrada Eucaristia, presidida por D. Armando Esteves Domingues, bispo auxiliar, que convidou os jovens a ser “construtores do mundo”.

“É tempo de nós, a hierarquia, desaparecermos e darmos lugar aos construtores do mundo”, disse o bispo auxiliar no final da Eucaristia”, referiu.

Na sua homilia, o bispo auxiliar reforçou a importância da “Palavra”, “um alicerce para quem quer ir ao essencial de Deus.”

Foto: Voz Portucalense

D. Armando Esteves Domingues destacou ainda que a Palavra “tem de estar robustecida no coração”, numa  “sociedade com prioridades trocadas”  a que pediu a união dos católicos.

“A Igreja é uma comunidade de harmonia. Um sinal de esperança no meio do mundo”, indicou.

Esta semana, a Cruz peregrina e o Ícone mariano continuam a peregrinação, passando por Castelo de Paiva-Penafiel, Felgueiras, Lousada, Paços de Ferreira e Paredes.

Até dia 30 de outubro os símbolos da JMJ estão em peregrinação na Diocese do Porto, seguindo para a Diocese de Setúbal.

SN

Partilhar:
Share