Lisboa, 30 jan 2019 (Ecclesia) – O responsável internacional das Equipas de Jovens de Nossa Senhora (EjNS) enviou uma carta ao Papa e ao cardeal-patriarca de Lisboa, saudando a escolha de Portugal para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em 2022.

“Acreditamos que as JMJ podem ser esse encontro e palco de amizade ‘com’ e ‘em’ Cristo”, assinala António Brandão de Vasconcelos, no texto enviado hoje à Agência ECCLESIA.

O responsável do Secretariado Internacional, cuja sede está atualmente em Portugal, celebra “o reconhecimento e a confiança em Lisboa”.

“É com redobrada alegria que, como português, celebro todos os frutos e graças que a juventude portuguesa e, também, juventude africana lusófona poderão receber”, acrescenta.

António Brandão de Vasconcelos deixa votos de que o país, “durante séculos uma Porta do Mundo e fonte de missionários”, seja também hoje seja “Porta de Missão”.

“Santo Padre e senhor Patriarca, contem com os jovens das Equipas de Jovens de Nossa Senhora. Sempre”, conclui.

OC

https://agencia.ecclesia.pt/portal/igreja-portugal-lisboa-vai-acolher-jornada-mundial-da-juventude-em-2022/

Partilhar:
Share