Trabalho do artista MauPal é inspirado na encíclica «Fratelli Tutti»

Foto: Vatican Media

Cidade do Vaticano, 09 ago 2022 (Ecclesia) – A Praça inferior da Basílica de Assis (Itália) vai acolher de 15 de setembro a 2 de novembro uma exposição de arte urbana de Mauro Pallotta, conhecido como MauPal, inspirada nos ensinamentos do Papa Francisco.

“Esta é a primeira vez que as obras de um artista de rua são apresentadas na Basílica de São Francisco numa exposição inteiramente dedicada ao Papa e ao seu magistério”, refere o portal de notícias do Vaticano.

O ‘Vatican News’ informa que o “caminho de arte e reflexão” começou já em agosto, com a criação de uma faixa inspirada na encíclica ‘Fratelli Tutti’ (Todos irmãos), que foi assinada pelo Papa sobre o túmulo de São Francisco de Assis, a 3 de outubro de 2020.

Para o padre Marco Muroni, guardião do Sagrado Convento, a arte urbana “tem dentro de si uma forma de rebelião que consiste em querer falar, quando algo é negado”.

“O facto de dar forma gráfica aos valores presentes na mensagem do Papa Francisco consegue torná-los ainda mais eficazes e imediatos, especialmente numa época em que as pessoas têm pouca disposição a escutar e refletir sobre textos escritos”, acrescenta.

Já Mauro Pallotta destaca a importância de, muitas vezes, “conseguir comunicar uma mensagem e arrancar o sorriso de algumas pessoas, mesmo que um sorriso amargo”.

Foto: Vatican Media

A exposição vai abordar os temas da paz, proteção da natureza, ecologia integral, fraternidade e diálogo, “elementos característicos deste pontificado”.

O Papa vai regressar a Assis, no dia 24 de setembro, para participar na nova edição do evento ‘Economia de Francisco’.

Após a edição online que decorreu em 2020, unindo mais de 2 mil participantes de 120 países, incluindo Portugal, Francisco vai ser recebido em setembro pelos participantes no novo evento, com o apoio do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral (Santa Sé).

A viagem decorre durante a manhã de 24 de setembro e prevê a assinatura de um “Pacto” que encerra simbolicamente os três dias de trabalho.

Este será o primeiro encontro presencial de jovens convocados pelo Papa Francisco para dar “alma à economia”, reunindo estudantes, docentes, gestores, economistas, empreendedores e agentes de mudança.

OC

«Fratelli Tutti»: Papa denuncia falhanço de «globalismo» sem rumo

Partilhar:
Share