Francisco destaca importância de «apoio espiritual e assistência médica»

Imagem: APARF

Cidade do Vaticano, 23 jan 2023 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje a uma maior proximidade das comunidades católicas com os doentes de lepra, para que lhes sejam garantidos “apoio espiritual e assistência médica”.

“As comunidades cristãs deveriam deixar-se evangelizar por esses irmãos e irmãs e estar na linha de frente dos esforços para a sua plena integração”, declarou, numa mensagem divulgada pelo Vaticano, a respeito do II Simpósio sobre a Doença de Hansen que decorre em Roma, até terça-feira.

Francisco sublinha a importância de “construir uma sociedade inclusiva que não deixe ninguém para trás”.

A mensagem destaca que a lepra “uma das doenças mais antigas da história humana” continua hoje a implicar um “estigma” sobre os doentes, com “graves violações dos direitos humanos em várias partes do mundo”.

“Não podemos esquecer estes nossos irmãos e irmãs. Não devemos ignorar esta doença, que infelizmente ainda afeta tantos, especialmente em contextos sociais mais pobres”, apelou.

A Associação Portuguesa Amigos de Raoul Follereau (APARF) está a assinalar o 70.º Dia Mundial dos Doentes de Lepra, que se celebra a 29 de janeiro, lembrando que ocorrem mais de 140 mil novos casos por ano desta doença.

O Dia Mundial dos Doentes de Lepra foi instituído em 1954, a pedido de Raoul Follereau, e é assinalado em cerca de 130 países, no último domingo de janeiro.

A APARF quer “alertar a população mundial para as condições de sofrimento e de miséria em que vivem muitos milhões de pessoas atingidas pela doença da lepra”.

OC

Partilhar:
Share