Igreja: Primeiro cardeal de Timor-Leste tomou posse da igreja atribuída por Francisco

D. Virgílio do Carmo da Silva fala em «presente do Papa»

Roma, 08 mai 2023 (Ecclesia) – D. Virgílio do Carmo da Silva, primeiro cardeal de Timor-Leste, tomou posse este domingo da igreja de Santo Alberto Magno, em Roma, título que lhe foi atribuída pelo Papa no consistório de 4 de outubro deste ano.

Este ato continua a tradição de se conceder uma igreja de Roma a todos os cardeais criados para auxiliarem o Papa no governo da Igreja.

No consistório, além do barrete e do anel cardinalícios, o Papa atribui a cada cardeal uma igreja de Roma – que simboliza a “participação na solicitude pastoral” do pontífice na cidade.

O arcebispo de Díli foi criado cardeal a 27 de agosto de 2022, pelo Papa Francisco.

Este domingo, foi feita a leitura da bula pontíficia da nomeação cardinalícia, onde estava indicada a igreja titular de Santo Alberto Magno.

“Venho com um sentimento de alegria, agradecer a Deus por esta vocação. Nós não procuramos esta vocação, o Senhor na sua generosidade, na sua misericórdia, entrega nas minhas mãos esta responsabilidade”, disse o cardeal Virgílio do Carmo da Silva, em declarações ao portal ‘Vatican News’.

“A minha criação cardinalícia foi um presente do Papa para os jovens e para o povo do Timor. Também hoje, aqui na periferia de Roma, é um sinal para os jovens daqui”, acrescentou.

D. Virgílio do Carmo da Silva nasceu a 27 de novembro de 1967 em Venilale, Diocese de Baucau; membro da congregação dos Salesianos, estudou filosofia e teologia em Manila (Filipinas) e foi ordenado sacerdote a 18 de dezembro de 1998.

A 30 de janeiro de 2016, Francisco nomeou-o bispo de Díli, capital de Timor-Leste.

OC

Partilhar:
Scroll to Top