Caminheiros da Arrentela reúnem-se duas vezes por semana, em Clã

Arrentela 23 mar 2020 (Ecclesia) – Os Caminheiros do Agrupamento 719 da Arrentela, Diocese de Setúbal, fizeram da internet a sua capela e a sua sala de convívio, num momento de isolamento social, devido à pandemia do Covid-19.

Com as atividades suspensas, todas as semanas à mesma hora, há oração online, momentos de partilha e de reflexão.

Patrícia Correia, chefe de Clã explica à Agência ECCLESIA que os escuteiros previam um mês cheio de atividades, mas “uma vontade maior” levou-os a encontrar na internet o que fisicamente não era possível.

“No nosso sistema de progresso, havia já a intenção de aprofundar a área espiritual e esta foi uma forma muito concreta disso acontecer” sublinha a entrevistada, para quem o atual momento “não tem de significar uma interrupção nas atividades”.

O que faz sentido é saber que aquelas pessoas estão a partilhar o mesmo momento que eu, sentimos que estamos juntos e que somos um”.

Patrícia Correia que é também a responsável pedagógica da IV Secção (Caminheiros), na Região de Setúbal, considera que “são muitos os meios disponíveis para manter os escuteiros unidos e a trabalhar em conjunto”.

Um clã é a denominação que, no Corpo Nacional de Escutas se dá ao grupo dos escuteiros com idades compreendidas entre os 18 e os 22 anos, que são os Caminheiros e pertencem à IV Secção.

HM/OC

 

 

Partilhar:
Share