Projeto «Say Yes» conta com mais de 30 mil adolescentes inscritos

Foto: Educris

Fátima, 07 set 2019 (Ecclesia) – O Centro Catequético de Fátima recebeu hoje a primeira formação para catequistas que vão levar o projeto ‘Say Yes, aprender a dizer Sim’, de preparação para a JMJ 2022, a todas as dioceses porutguesas.

80 participantes estiveram reunidos em volta das etapas e roteiros que farão parte da proposta catequética rumo à Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, um projeto de Catequese com Adolescentes, explica o portal ‘Educris’, do Secretariado Nacional da Educação Cristã.

No total mais de 30 mil adolescentes e 3 mil catequistas estão inscritos para participar na iniciativa, que “serve de ‘laboratório’ para o novo projeto de catequese que entrará em vigor após a experiência da Jornada Mundial da Juventude”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

D. António Moiteiro, presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé, referiu que a formação congregou representantes de 19 das 20 dioceses portuguesas, “o que reflete as expetativas que o agente de pastoral tem para com este projeto”.

“Não poderíamos, enquanto Igreja e como catequese deixar passar a oportunidade de caminharmos com os mais novos, com aqueles que vão ser jovens em 2022. Desta certeza nasce esta proposta de caminho, de crescimento, de dinamismo que marque a fé das novas gerações”, explicitou o bispo de Aveiro, a respeito do projeto nascido em Lisboa e “alargado a todo o país”.

O padre Tiago Neto, diretor do setor da Catequese no Patriarcado de Lisboa, lembrou que o projeto de catequese com os adolescentes rumo à JMJ 2022 surgiu num contexto “propício” para colocar em prática algumas perspetivas catequéticas que têm vindo a ser refletidas na catequese com os adolescentes.

“Não se trata de organizar a JMJ propriamente dita. Para isso haverá equipas de trabalho. O que queremos é ajudar ao trabalho prévio, à preparação espiritual e pastoral desse acontecimento único da vida de cada um de nós que vai ser a JMJ de Lisboa”, acrescentou.

O projeto ‘Say Yes, aprender a dizer Sim’ quer ser “espaço para os adolescentes crescerem na fé criando grupo uns com os outros e com a comunidade cristã”.

OC

Partilhar:
Share