Francisco visitou paróquia na zona norte de Roma

Roma, 03 mar 2019 (Ecclesia) – O Papa visitou hoje a paróquia de São Crispim de Viterbo, situada na zona norte de Roma, onde desafiou os católicos a viver a Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa, com maior atenção à relação com os outros.

Num encontro de várias horas, que incluiu conversas com crianças, idosos e sem-abrigo, Francisco presidiu à Missa e disse, na sua homilia, que Jesus ensinou a “não criticar os outros”.

“Em primeiro lugar, temos de olhar para os nossos defeitos. Todos nós temos defeitos, mas estamos acostumados, um pouco por inércia, um pouco pela força da gravidade do egoísmo, a olhar para os defeitos dos outros. Somos especialistas nisso”, frisou.

O Papa recordou as condenações de Cristo à hipocrisia e a quem vivia com um “duplo julgamento”, mostrando-se “como pessoa boa, perfeita, mas e por trás condena”.

A homilia sublinhou ainda as consequências negativas da “maledicência”, que “semeia discórdia, inimizade, semeia o mal”.

“Antes de falar dos outros, olha-te ao espelho. Olha para os teus defeitos e sente vergonha. A bisbilhotice não resolve nada, só piora as coisas”, advertiu Francisco.

A poucos dias do início da Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa no calendário católico, o Papa convidou à oração e à mudança na relação com os outros.

“Seria bom que cada um de nós pensasse: como é que me comporto com as pessoas? Como é o meu coração diante das pessoas? Sou um hipócrita que dou um sorriso e depois, nas costas, critico e destruo com a minha língua?”, questionou.

Francisco tinha sido recebido na paróquia romana opor centenas de pessoas, onde confessou cinco fiéis de várias idades; um grupo de pobres e sem-abrigo apresentou ao pontífice as suas histórias.

À saída, já de noite, o Papa cumprimentou várias pessoas, antes de despedir-se, no adro da Igreja, com votos de uma “boa Quaresma” e o pedido de orações, por si e pela Igreja.

OC

Fotos: Vatican News

Partilhar:
Share