Responsável foi reconduzido na presidência da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais

Fátima, 16 jun 2020 (Ecclesia) – O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, D. João Lavrador, aponta como prioridade para o setor dos media, nos próximos três anos, o aprofundamento do “Plano da Comunicação Social” para a Igreja Católica em Portugal.

Após a sua reeleição no cargo, durante a Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) que decorre em Fátima, o bispo de Angra assinalou a importância de contar com “assessorias” que ajudem a estabelecer uma “relação permanente com a sociedade, numa emergência permanente de realidades que estão sempre a desafiar a Igreja”.

“Precisamos de ter esta relação cada vez mais próxima, lúcida, com a sociedade no seu todo”, disse hoje o responsável à Agência ECCLESIA.

D. João Lavrador, que vai liderar a comissão por um novo triénio (2020-2023), fala numa “era da comunicação”, um conceito que tem evoluído, com valores e também problemas, como as “fake news”.

“Este tempo da pandemia trouxe ao de cima esta problemática das ‘fake news’, da negação da verdadeira comunicação, mas também trouxe ao de cima muitas potencialidades do que a comunicação hoje pode dar”, em termos de “comunhão entre pessoas”, precisou.

O bispo de Angra apela a uma “uma comunicação responsável”, que “pugne pela verdade e pelo humanismo, pondo o ser humano no centro”.

É uma cultura que se tem de refazer e encontrar modelos novos para responder ao ser humano, que se sente afetado, neste momento”.

As situações que estão a emergir após a pandemia representam “desafios” e “problemas novos” para a Comissão Episcopal que acompanha as áreas pastorais da cultura, media e património.

“A sociedade e a Igreja sentiram profundamente o que foi, o que é ainda o embate desta situação”, indica D. João Lavrador.

O entrevistado aponta ainda a um trabalho de continuidade, que passa por “consolidar” opções feitas nos últimos tempos, sobretudo no campo das Comunicações Sociais.

PR/OC

Partilhar:
Share