Francisco destacou que com empenho ultrapassam «dificuldades aparentemente intransponíveis»

Foto Media Vaticano (25 ago 2021)

Cidade do Vaticano, 25 ago 2021 (Ecclesia) – O Papa Francisco agradeceu hoje o “testemunho de esperança e coragem” dos atletas paralímpicos que estão a participar nos jogos de Tóquio, no Japão, que começaram esta terça.

“Envio a minha saudação aos atletas e agradeço-lhes, porque oferecem a todos um testemunho de esperança e coragem”, disse Francisco na audiência geral desta quarta-feira, na Sala Paulo VI.

O Papa afirmou que estes atletas mostram como o “empenho desportivo” ajuda a “ultrapassar dificuldades aparentemente intransponíveis”, começando por assinalar que os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 começaram esta terça-feira na capital do Japão.

Uma delegação paralímpica da ‘Athletica Vaticana’, o primeiro organismo desportivo do Vaticano, também esteve presente na audiência pública semanal e, no final, ofereceu ao Papa uma t-shirt onde se lê “We run together / Simul currebant” (em inglês e latim), “nós corremos juntos”, em português.

Portugal está a participar nos Paralímpicos de Tóquio com uma comitiva de 33 atletas, que vão competir em oito modalidades, nos jogos que terminam dia 5 de setembro. 17 são estreantes, assim como a estreia em badminton e canoagem, e no primeiro dia da competição estiveram em prova atletas portugueses de natação.

Foto EPA/Lusa, Jogos Paralímpicos Tóquio 2020

Em declarações à Agência ECCLESIA, o treinador de Boccia David Henrique disse que ver atletas que acompanha participar nos Jogos Paralímpicos de Tóquio é “um sonho tornado realidade” e uma oportunidade para muitos se sentirem “integrados na sociedade”.

“Muitos destes atletas veem no desporto, e neste caso o Boccia, a maneira de serem integrados na sociedade, serem reconhecidos, sentirem que aquilo que fazem é útil”, afirmou o treinador que acompanha a atleta Ana Sofia Costa, do Centro João Paulo II (Fátima), que está no Japão.

Em 10 participações em Jogos Paralímpicos, nove consecutivas, Portugal conquistou 92 medalhas: Atletismo com 53, o boccia, com 26, e a natação com nove medalhas, são as modalidades com mais pódios.

Depois de terem sido adiados por um ano por causa da pandemia Covid-19, os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 contam com a participação de 4400 atletas de 160 países.

Em 2018, a Santa Sé publicou o seu primeiro documento sobre a prática desportiva, ‘Dar o melhor de si’, onde apresenta perspetiva católica, duas semanas do início do Campeonato do Mundo de Futebol masculino na Rússia.

Um texto do Dicastério para os Leigos, Família e Vida, com diversas citações dos últimos Papas, que refere que a Igreja Católica “valoriza o desporto” como um campo em que se desenvolvem as virtudes da “sobriedade, humildade, coragem e paciência”.

CB

 

Paralímpicos: «Muitos destes atletas veem no desporto a maneira de serem integrados na sociedade», afirma treinador de Boccia

Partilhar:
Share