Delegação portuguesa ruma a França para comemoração dos 40 anos do movimento cristão

Lisboa, 19 abr 2011 (Ecclesia) – Uma delegação portuguesa de 60 pessoas do movimento católico Fé e Luz, constituído por deficientes mentais, famílias e amigos, participa de quinta a segunda-feira numa peregrinação a Lourdes, França, destinada a comemorar os 40 anos daquela organização internacional.

O lema das peregrinações ao santuário mariano onde o movimento foi criado, em 1971, por Marie-Hélène Mathieu e Jean Vanier, é «Mensageiros da Alegria», assinala um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

“Não negamos o sofrimento que a deficiência contém para o próprio e para os que o rodeiam e as limitações que traz consigo na vida quotidiana, mas queremos afirmar que há vida para além desse sofrimento e que essa vida é marcada pela alegria”, refere a nota.

Em entrevista concedida em dezembro de 2010, a responsável pelo movimento em Portugal, Alice Cabral, sublinhava que a pessoa com deficiência é encarada “como alguém que não pode ser bem sucedida” e “não é interessante do ponto de vista social por não ser capaz de produzir coisas fantásticas”, mas ainda assim continua a ser “uma mensageira da alegria”.

A peregrinação ao santuário começou no início de abril com representantes da Austrália e Nova Zelândia, esperando-se nesta Páscoa a presença de 1500 fiéis provenientes de França, Canadá e Portugal.

A secção portuguesa do movimento, presente em 11 comunidades nas dioceses de Lisboa, Porto, Braga e Évora, anunciou que vai regressar a Lourdes entre 28 de abril e 1 de maio do próximo ano, atividade igualmente incluída nas comemorações da efeméride, que se estendem até novembro de 2012.

O programa da peregrinação internacional desta Páscoa prevê a celebração do sacramento da Reconciliação, uma via-sacra – em que se recorda espiritualmente o trajeto que Jesus realizou em Jerusalém até à sua morte e sepultura – e um tempo de testemunhos.

No sábado à noite duas pessoas deficientes recebem o batismo durante a missa da Vigília Pascal, que vai ser seguida de uma festa que conclui a peregrinação.

Os cristãos católicos, protestantes, anglicanos e ortodoxos das cerca de 1650 comunidades do movimento, implantadas em 79 países de cinco continentes, reúnem-se regularmente para momentos de celebração, partilha e oração.

RM

Partilhar:
Share