Trabalho vai marcar a próxima assembleia plenária, onde vão ser eleitos novos órgãos de direção, que foi preparada na reunião do Conselho Permanente que se referiu também à morte de um estudante em Bragança e ao encerramento da Rádio Sim

Fátima, 14 jan 2020 (Ecclesia) – O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa afirmou hoje em Fátima que o episcopado está trabalhar na transformação das diretrizes sobre a proteção de menores em normas, condenou “todas as formas de violência” e anunciou o encontro de bispos lusófonos.

Em declarações aos jornalistas após a reunião do Conselho Permanente do episcopado, o padre Manuel Barbosa disse que um dos “pontos principais” da próxima Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que vai decorrer entre os dias 20 e 23 de abril, vai ser a análise das “diretrizes sobre a proteção de menores e pessoas vulneráveis para transformar em normas”, no seguimento das orientações do Vaticano.

“Esperamos o ‘Manual de Procedimentos’ da Santa Sé sobre esta questão, mas se não vier, há elementos suficientes, do Papa Francisco e da Santa Sé, desde o encontro de fevereiro do ano passado, para avançarmos”, disse o porta-voz da CEP.

Foto Agência ECCLESIA/PR, Padre Manuel Barbosa

O padre Manuel Barbosa referiu-se também ao assassinato de um estudante, em Bragança, e disse que “nada justifica a violência”, manifestou “a solidariedade com a família e com os que estão mais próximos” do jovem cabo-verdiano, apelou “a que se faça justiça” e condenou todas as formas de violência, nomeadamente a doméstica, a que acontece nas escolas e no âmbito da saúde.

O porta-voz da CEP referiu-se também ao processo de “descontinuação” da Rádio Sim, do Grupo Renascença Multimédia, que é pertença do Patriarcado de Lisboa e da Conferência Episcopal Portuguesa, e disse que se trata de um processo “que já vem de há muito tempo”.

“O Conselho Permanente manifesta a confiança na decisão de descontinuar [a Rádio Sim] do Conselho de Gerência, por vários motivos já conhecidos”, disse o padre Manuel Barbosa, apelando a que se encontrem “as melhores soluções” para os colaboradores da Rádio Sim.

O secretário da CEP comentou depois notícias sobre a forma como a Agência Ecclesia informou acerca da descontinuação da Rádio Sim, que citavam alegadas afirmações sobre a omissão de elementos deste processo.

“O Conselho Permanente aprecia o trabalho da Agência Ecclesia como organismo seu, como agência de notícias, que informou sobre esta questão no tempo certo, com todos os contextos que tinha na sua posse. Fez muito bem, como tem feito”, sublinhou.

No final dos trabalhos do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa, o padre Manuel Barbosa disse ainda que, entre os dias 16 e 22 de janeiro, vai decorrer na Guiné-Bissau o Encontro dos Bispos dos Países Lusófonos, sobre o tema “Diálogo inter-religioso na construção da paz e no desenvolvimento dos países lusófonos”.

No encontro de representantes da Igreja Católica nos países Lusófonos vai estar, para além do presidente e do secretário da CEP, D. Joaquim Mendes, coordenador-geral da Jornada Mundial da Juventude, onde vai abordar a possibilidade dos símbolos da JMJ, a Cruz e o Ícone Mariano que o Papa vai entregar aos jovens de Portugal no início de abril, peregrinarem por alguns países de expressão portuguesa.

PR

Partilhar:
Share