D. Rui Valério destacou proximidade às populações

Lisboa, 30 abr 2019 (Ecclesia) – O bispo das Forças Armadas e de Segurança presidiu hoje em Lisboa a uma Missa de ação de graças pelo 108.º aniversário da GNR, que considerou o “rosto do desenvolvimento ético, social e humano” alcançado pela sociedade portuguesa.

“Os «Postos» da GNR sempre foram e continuam a ser cidadelas presentes ao longo de todo o território nacional. E esta presença, promotora de tranquilidade e paz, ao lado da ação que desenvolve, representa uma garantia civilizacional porque não deixa o cidadão entregue à sua sorte, tendo ele próprio de garantir a sua segurança”, declarou D. Rui Valério, na homilia da celebração, enviada à Agência ECCLESIA.

A Missa de Ação de Graças foi celebrada na igreja dos Mártires; a cerimónia militar que assinala o aniversário da Guarda Nacional Republicana acontece na próxima segunda-feira.

O responsável pelo Ordinariato Castrense apresentou uma reflexão centrada em três palavras, “gratidão, memória e esperança”.

“Que Nossa Senhora do Carmo, vossa padroeira, proteja os seus filhos que servem Portugal na GNR, os ampare, auxilie e conduza sempre na estrada da Segurança. Pela Lei e pela Grei, Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós”, concluiu D. Rui Valério.

OC

Partilhar:
Share