Lisboa, 13 mai 2021 (Ecclesia) – O Movimento Católico Global pelo Clima (GCCM, sigla em inglês) vai promover conversas sobre a água, o cuidado da casa comum e “conversão ecológica”, com especialistas católicos, na ‘Semana Laudato Si’, a partir de 16 de maio.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o GCCM destaca que esta semana especial quer ser uma oportunidade para estabelecer diálogos sobre as “questões mais importantes” e ouvir os “principais especialistas católicos” de todo o mundo.

O atual momento que a humanidade vive também vai estar em destaque e a ‘Semana Laudato Si’ 2021, 16 a 25 de maio, procura refletir sobre o que é que a pandemia de Covid-19 “ensinou”, para se poder construir um futuro “com esperança”.

Líderes religiosos de incluindo países que foram “devastados pela pandemia de Covid-19”, como a Índia, os EUA e as Filipinas, vão partilhar reflexões sobre a “conversão ecológica”.

O Movimento Católico Global pelo Clima destaca que, nesta semana especial, vão apresentar formas práticas de, em cada comunidade, “criar mudanças”, antes da Conferência da ONU sobre Biodiversidade (COP15) e da 26ª Conferência sobre Mudança Climática (COP26), com frei Augusto Zampini, que é um dos “principais especialistas do Vaticano na Laudato Si”, e a diretora da Agência Católica para o Desenvolvimento Ultramarino (CAFOD), Christine Allen.

O cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da Comissão dos Episcopados Católicos da União Europeia (COMECE), e Bill McKibben, cofundador da 350.org, vão partilhar conhecimentos sobre como as instituições católicas podem “cuidar melhor da casa comum através do desinvestimento”.

O tema da água, com o apelo de “água potável para todos”, também vai estar presente com o testemunho do prefeito do Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral (Santa Sé), cardeal Peter Turkson, que vai explicar de que forma a “Igreja está a fornecer o acesso à água potável a pessoas menos favorecidas”.

O Vaticano informa que o Movimento Católico Mundial pelo Clima vai atuar como “facilitador de um grupo de mais de 150 organismos católicos” que participam na segunda edição da ‘Semana Laudato Si’, que é promovida pelo Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral e o seu setor de Ecologia e Criação.

Esta semana vai encerrar o Ano Especial ‘Laudato Si’, que teve como propósito “chamar a atenção para o grito da terra e dos pobres”, e começou pelo quinto aniversário da encíclica ecológica e social do Papa Francisco.

O Movimento Católico Global pelo Clima incentiva a consultar a programação da Semana Laudato Si e a receber os resumos diários sobre o progresso que todos estão a fazer juntos.

CB/OC

Igreja/Ambiente: Vaticano promove Semana «Laudato Si» e desenha roteiro para a próxima década

 

Partilhar:
Share