Responsável do COD, Sandra Soares, espera envolver toda a diocese numa oportunidade única

Guarda, 21 jan 2021 (Ecclesia) – Sandra Soares, responsável pelo Comité Organizador Diocesano (COD) da Guarda, disse à Agência ECCLESIA que os jovens locais “estão motivados para ser porta de entrada e abrigo” para a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023.   

“Os símbolos são a montanha, a estrela e a porta, a diocese é, naturalmente, porta de entrada de peregrinos e estamos à espera que entrem por Vilar Formoso, queremos recebê-los e apoiá-los, queremos ser porta de entrada nesta experiência de fé, uma porta aberta que convida as pessoas a entrar e experimentar o amor de Deus”, explica.

A responsável adianta ainda que a porta servirá ainda para “sair, para dar testemunho e levar aos outros a descoberta que foi feita ao longo da caminhada”.

Sandra Soares admite que, “nesta diocese envelhecida” o caminho de preparação para a JMJ Lisboa 2023 “não tem sido fácil”, mas há muita motivação e seguem as indicações do Comité Organizador Local (COL).

“O dia 23 é consagrado à JMJ 2023 e aproveitámos o mês de novembro para lançar a missão ao nível de diocese, apresentação da equipa e do logótipo, onde tivemos um grupo de jovens a animar e foi transmitido virtualmente”, recorda. 

Considerando os “jovens como mensageiros e armas de comunicação” para levar a todos os cantos da diocese Sandra Soares sonha “envolver jovens e menos jovens”.

A cada dia 23 pretendem criar “um grupo de oração comunitária ou familiar”, com dinâmica própria de “ação de serviço e missão” e, sendo possível, num sítio diferente da diocese. 

“Eu julgo e espero que os jovens estejam cativados, a equipa dos animadores querem reunir os jovens de toda a diocese porque a mensagem é que esta é uma oportunidade única para unirmos e reunirmos, jovens, famílias, grupos, congregações, movimentos da diocese e por isso vai tentar “abanar” os jovens”, conclui.

O programa ECCLESIA, na Antena 1 da rádio pública, apresenta de segunda a sexta-feira (22h45) um ciclo de conversas com jovens de vários dioceses, dois anos depois do anúncio da realização, em Lisboa, da próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude.

SN

Partilhar:
Share