Iniciativa decorre em Atenas, com representação portuguesa

Genébra, Suíça, 07 mai 2014 (Ecclesia) – Os líderes das Igrejas cristãs da Europa terminam hoje o encontro, em Atenas, na Grécia, para discutir a situação das comunidades ciganas no Velho Continente.

A iniciativa, que conta com a presença do diretor da Obra Católica Portuguesa de Migrações, frei Francisco Sales, atual responsável também pela Obra Nacional da Pastoral dos Ciganos, terá como tema “Melhorar as condições de vida do povo romani na Europa: desafios e questões em aberto”.

De acordo com um comunicado conjunto do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) e da Conferência das Igrejas Europeias (CEC), a reunião pretende ser “uma oportunidade para o diálogo e troca de experiências sobre o trabalho da Comissão Europeia, o Conselho da Europa e as Igrejas do Velho Continente” nas áreas do apoio “pastoral e político” prestado às comunidades ciganas da região.

Aqueles responsáveis chamam a atenção para a situação de “abandono em que vive hoje a minoria Romani no continente”.

Uma questão que deve motivar “respostas urgentes” e o “trabalho conjunto” de todos os países e também chamar à missão todas as comunidades cristãs.

A nota do CCEE e da CEC chama ainda a atenção para o facto de muitas comunidades escolherem também viver “à margem da sociedade”, o que representa também um “grande” desafio em termos da “integração daquela minoria social e cultural”.

Durante os três dias de reunião, na capital grega, os líderes cristãos tiveram oportunidade de partilhar estratégias e de escutar testemunhos relacionados com a atividade pastoral da Igreja em benefício das populações romani e com o compromisso político de pessoas ligadas à comunidade cigana.

JCP

Partilhar:
Share