O templo dedicado à Senhora da Conceição tinha sido destruído na intempérie de 2010 e agora ganha “nova vocação”

Funchal, 09 dez 2022 (Ecclesia) – A nova capela de Nossa Senhora da Conceição, conhecida popularmente como «Capela das Babosas», na paróquia do Monte, Funchal, foi inaugurada em “momento gratificante para a população do Monte e todos os madeirenses”.

“Para a população é gratificante o acontecer deste dia, há muito aguardado, pela população do Monte mas de todos os madeirenses, uma vez que o aluvião de 20 fevereiro de 2010 foi marcante na vida e na alma dos madeirenses”, refere o padre Vitor Sousa, em declarações à Agência ECCLESIA.

O pároco da Senhora do Monte definiu que o acontecimento é “um sinal de esperança” para recomeçar a vida, “apesar das circunstâncias difíceis”. 

“O aluvião de 2010 levou casas e a capela, mas também muitas pessoas, a capela é um marco importante que traz a pacificação social mas também uma renovação do largo e da devoção que ali se vive desde 1906 e que agora ali recomeça”, indica o sacerdote.

No dia da Solenidade da Imaculada Conceição foi inaugurada a réplica da capela, após a procissão onde “os carreiros levaram a imagem da Senhora da Conceição, num andor novo”, num “momento emocionante” e voltado para o futuro.

“Foi um momento emocionante, as lágrimas correram, foi um momento forte de caminhada, a procissão mostra-nos que a vida é uma caminhada”, partilha.

Foto: David Francisco

Ao chegar à nova capela, que segundo o pároco foi “reconstruída de forma fidedigna ao original”, foi o “culminar do processo”.

“Entrar na capela foi emocionante, foi o culminar do processo, visualmente as pessoas voltaram a ter a imagem no sítio, a reconstrução que foi feita foi fidedigna ao original, nomeadamente o retábulo, e foi fazer memória desse seu lugar: aí foram as palmas, as lágrimas e o cântico, um congregar de emoções, fé e devoção”, conta. 

A celebração contou a presença do bispo do Funchal, D. Nuno Brás, e vários representantes do poder local e regional.

O padre Vitor Sousa adiantou ainda que a nova capela vai ganhar uma nova vocação, “antes funcionava essencialmente para as exéquias” mas agora vai ser “um espaço de acolhimento”.

“A capela ganha uma nova vocação, como espaço aberto, entre as 10h00 e as 17h30, funcionando como espaço de acolhimento para paroquianos e turistas que terão oportunidade do encontro com Nossa Senhora e apreciar a beleza da capela, muito luminosa, e faz com que seja um ponto de atração do turismo religioso na freguesia do Monte”, conclui.

SN

Partilhar:
Share