Capelão da comunidade filipina em Lisboa destaca vivência católica «muito mariana»

Lisboa, 11 mai 2019 (Ecclesia) – O capelão dos católicos filipinos em Lisboa destaca a ligação desta comunidade com Nossa Senhora de Fátima, cuja imagem está “em quase todas as casas”, falando à ECCLESIA a respeito da peregrinação internacional do 13 de maio que este ano vai presidido pelo arcebispo de Manila.

“Temos a imagem de Nossa Senhora de Fátima em quase todas as casas. Significa que nós, católicos das Filipinas, somos também muito marianos, como os portugueses”, disse o padre Jovito Osalvo.

O capelão da Comunidade Católica Filipina no Patriarcado de Lisboa explica que, como destino das peregrinações, “especialmente as primeiras para fora do país”, os filipinos “escolhem Fátima como o primeiro lugar” a visitar.

A peregrinação do 13 de maio na Cova da Iria vai ser presidida pelo cardeal Luis Antonio Tagle, arcebispo de Manila (capital das Filipinas), presidente da Cáritas Internacional desde 2011.

“É um orgulho, especialmente para nós católicos filipinos, o cardeal Luis Antonio Tagle presidir no santuário de Fátima, na festa da Nossa Senhora. Ao mesmo tempo, é um desafio, como representante do povo filipino, para vivermos mais intensamente a nossa fé e partilhar com a sociedade portuguesa”, desenvolveu o padre Jovito Osalvo.

Segundo dados do Santuário de Fátima, nos primeiros quatro meses deste ano estiveram na Cova da Iria “60 grupos de peregrinos asiáticos, dos quais nove eram das Filipinas, país da Ásia em que os católicos são maioria.

Para o sacerdote “é um orgulho” que, num país de “105 milhões” de habitantes, 80% sejam católicos, mas é também “um desafio” porque precisam “de viver este dom da fé”.

O entrevistado realça que os seus concidadãos têm “sempre este amor com a Nossa Senhora” e destaca também, das tradições religiosas, a festa do Menino Jesus – nas Filipinas chamada de “Santo Niño”, a imagem cristã mais antiga do país, que pertencia à expedição do português Fernão de Magalhães, em 1521, uma “grande festa” no terceiro domingo de janeiro.

Em 2021, as Filipinas vão celebrar os 500 anos da chegada dos primeiros evangelizadores cristãos.

Em Portugal, “particularmente na área da grande Lisboa”, o acompanhamento aos emigrantes Filipinos começou há 11 anos, por iniciativa dos missionários do Verbo Divino.

“Foi um sonho durante muito tempo. Quando cheguei o meu primeiro destino, como novo sacerdote, o provincial falou comigo para realizar esta missão de acompanhar os compatriotas”, contextualizou o padre Jovito Osalvo.

O programa de rádio ECCLESIA, na Antena 1 da rádio pública, a partir das 06h07 deste domingo, é dedicado à atenção do Santuário de Fátima ao continente asiático, no contexto das celebrações de 12 e 13 de maio na Cova da Iria que vão ser presididas pelo cardeal D. Luis Antonio Tagle.

OC/CB

Partilhar:
Share